Tendência mundial de apresentações interativas ganha espaço na capital

A tecnologia virou uma forte opção para artistas exibirem suas obras

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/07/2017 07:30 / atualizado em 17/07/2017 14:36

VJ Suave/Divulgação


Alguns artistas extinguem a regra de demarcar distâncias mínimas entre obras e espectadores. Na Dinamarca, por exemplo, o artista plástico norueguês Dolk permitiu que o público participasse de uma criação: ele expôs um Lamborghini no museu Aarhus Kunstmuseum para os visitantes arranharem o carro como quisessem. Enquanto isso, Liverpool recebe The danger tree, uma mostra de Scarlett Raven e Marc Marot, que homenageia poetas da Primeira Guerra Mundial, aliando animação e música em realidade aumentada para apresentar poesias ao público.


Para o professor Graça Veloso, do departamento de Arte da Universidade de Brasília (UnB), a interatividade com o público não é algo que começou com descobertas e avanços tecnológicos, mas desde os primórdios da arte. “Sempre tivemos dois fazedores simultâneos: o espectador e o artista, e um depende do outro”, diz. Mesmo assim, a tecnologia virou uma forte opção para artistas exibirem suas obras. Os exemplos aparecem o tempo inteiro.

Natureza virtual

Formado por Ceci Soloaga e Ygor Marotta, o VJ Suave é conhecido por projetar desenhos em ambiente urbano, mas está na Caixa Cultural de Brasília com um trabalho diferente. Além das projeções, a instalação O essencial é invisível aos olhos utiliza óculos de realidade virtual. Para Ygor, o recurso é uma forma de transportar os visitantes para outro lugar. “Descobrimos que com a interatividade podíamos dar vida a nossos personagens, e, quando o visitante veste os óculos, esquece de onde está e se transporta para o ambiente da obra”, conta.

A exposição pretende fazer o público vivenciar uma experiência completa na natureza. “Criamos uma floresta para mostrar as forças invisíveis da cachoeira, da luz, da caverna”, afirma Ygor. Para ele, cada visitante terá uma experiência única, uma vez que é o espectador quem decide o caminho a trilhar na imersão.

Serviço
O essencial é invisível aos olhos

Caixa Cultural (SBS, Q. 4, lt 3/4). Até o dia 16 de julho, das 9h às 12h e das 13h às 21h. Entrada franca. Não recomendado para menores de 10 anos. Informações: 3206-9448.

Pegadinha on-line

O stand up comedy trabalha intensamente com a resposta do público. Maurício Meirelles levou essa máxima a um outro nível. No espetáculo Webbullying, a graça gira em torno da interação entre Meirelles e as redes sociais de um convidado da plateia, que sobe ao palco e deixa o artista passar trotes para contatos do espectador, normalmente pelo Facebook.

Edu Moraes/Divulgação


“A interatividade deixa sempre um show diferente do outro, e a plateia se diverte muito com isso”, observa o comediante. A ideia levou o artista a turnês fora do Brasil, passando por Lisboa, Londres, Amsterdã, Dublin e outras cidades. Em pouco tempo, a brincadeira viralizou e o primeiro vídeo enviado ao canal do YouTube de Meirelles, em 2013, alcançou 500 mil visualizações. “São mais de 160 vídeos só do Webbulling e mais de 260 milhões de visualizações em todo o canal”, conta.

Serviço
Webbullying

Espaço Cultural Caesb (Av. Sibipiruna, lt. 13/21, Águas Claras). Amanhã, às 21h e às 23h. Ingressos a R$ 70 e R$ 35 (meia-entrada). Não recomendado para menores de 14 anos. Informações: 98480-4654.


Para os gamers
Jogando Minecraft, PAC e Mike comandam o TazerCraft, um dos 15 maiores canais brasileiros do YouTube. Em vez de permanecer atrás das telas, a dupla planejou uma festa, que chegará à capital no próximo dia 23, com o nome de TazerCraft Party. Mike afirma que o objetivo do evento é criar um ambiente contagiante e interativo. “Para nós, a interatividade é muito importante, pois nos dá a possibilidade de nos aproximar ainda mais dos nossos seguidores”, complementa PAC.

Para fazer essa interação com o público acontecer, a festa estará equipada com palco, painéis de LED e luzes que recriarão os cenários dos jogos exibidos no canal dos youtubers, como Esconde-esconde, Assassinos e Cluster Truck, para que o público se sinta dentro de uma partida na vida real.

Romão/Divulgação


Serviço
TazerCraft Party

Centro de Convenções Ulysses Guimarães (Eixo Monumental). Dia 23 de julho, domingo, às 18h. Ingressos a partir de R$ 55 (meia-entrada). Classificação indicativa livre.

*Estagiária sob a supervisão de Igor Silveira
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.