Rappers e sertanejos se unem e conquistam o público

Após a boa receptividade do público, as parcerias começaram a surgir, inclusive com o rapper brasiliense Hungria

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/09/2017 07:30

Facebook/Reprodução





Quem imaginaria que dois gêneros musicais tão distintos como o sertanejo e o rap pudessem juntar seus ritmos e fazer sucesso com o público?

Cantores como Marília Mendonça, Gusttavo Lima, Cleber e Cauan, Lucas Lucco, Hungria e Tribo da Periferia vislumbraram essa possibilidade, e estão emplacando hits, conquistando os fãs e alcançando milhões de views nas plataformas de streamings na internet.

Há dois anos, um vídeo da cantora sertaneja Marília Mendonça com o rapper Hungria, cantando a música Insônia, da Tribo da Periferia, viralizou na internet, acarretando milhões de views e pedidos de fãs para que a artista cantasse o hit com o grupo. Cinco meses depois, em um festival de música sertaneja, a cantora realizou o desejo dos fãs e dividiu o palco com a Tribo da Periferia, gerando um enorme sucesso entre o público.

“O rap é a forma que as pessoas expressam suas verdades, e eu gosto muito. Fiquei muito feliz com o resultado e ter sido aceito por todos os públicos. Misturar os ritmos é importante, é bem legal fazer algo junto e misturado” enaltece Marília Mendonça, em entrevista ao Correio.

A Tribo da Periferia, inclusive ,fez uma participação na gravação do dvd da dupla sertaneja Cleber & Cauan, cantando a música É tudo nosso. “A junção com a dupla Cleber e Cauan foi muito gratificante para nós, devido à diferença de estilos. O convite foi repentino, escrevemos a música e gravamos no DVD. O resultado foi perfeito! Estamos muito felizes pelo momento que o rap está passando, e a Tribo está de portas abertas para novas parcerias com outros ritmos”, comemora Duck Jay, vocalista da Tribo da Periferia.





Após a boa receptividade do público, as parcerias começaram a surgir, e algumas delas foram justamente com  o rapper brasiliense Hungria. A primeira combinação foi no final do ano passado, com o cantor Lucas Lucco em Quebra cabeça. A música composta pelos dois conta com mais de 46 milhões de visualizações no YouTube, e vários elogios de ambos os fãs. “Eu já tinha gravado essa música, e ela chegou até o Lucas Lucco, que curtiu o som, e fez o convite para gravarmos e fazermos um clipe. Foi muito bacana a produção, principalmente pelo fato de o Lucas ser do sertanejo e ter cantado o rap”, comenta o rapper Hungria.

Hungria ainda revela que ele e  Marília Mendonça têm interesse em gravar uma música juntos, no futuro. “Eu e a Marília somos amigos de longa data, antes mesmo do sucesso, e temos projetos de gravar uma música juntos no futuro.”  

Recentemente, Hungria fez uma participação na nova música de Gusttavo Lima, Eu vou te buscar (Cha la la la la). O clipe, lançado há cinco dias, também conta com a participação da atriz Cléo Pires, e  ultrapassou a marca de 9 milhões de visualizações no YouTube. “Estava há tempos querendo fazer uma parceria com o Hungria, admiro muito o trabalho dele, e quando surgiu a oportunidade, ele topou na hora. A produção foi maravilhosa, a música ficou completa”, conta Gusttavo Lima.  

Gusttavo faz uma avaliação sobre o atual momento que o rap e o sertanejo estão passando. “ Acredito que hoje o rap no Brasil está em uma de suas melhores fases. Temos bons rappers e o mercado está aceitando mais as músicas, acredito que isso só tende a melhorar. O sertanejo não para de crescer, hoje podemos dividir o palco com outros gêneros e temos um grande público nos recebendo, isso é maravilhoso!” enaltece o cantor sertanejo.

*Estagiário sob supervisão de Severino Francisco
 
 
 
 
 
 
 
 



Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.