Ricardo Silveira se apresenta no projeto Clube do Choro - 40 Anos

No show, o guitarrista estará acompanhado por Oswaldo Amorim (contrabaixo) e Di Stefanno (bateria e percussão)

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/09/2017 07:30 / atualizado em 14/09/2017 08:42

Débora/Divulgação

A primeira vez que o brasiliense ouviu o toque virtuoso da guitarra de Ricardo Silveira foi no dia 23 de novembro de 1979, quando ele liderava a banda que acompanhou Elis Regina no show Essa mulher, no Cine Brasília. Depois, o músico carioca esteve na capital várias vezes, ao lado de astros da MPB, como Jorge Ben Jor, Jorge Benjor, Ney Matogrosso e João Bosco, entre outros.

Mas foram as apresentações em projetos do Clube do Choro que o possibilitaram mostrar o trabalho solo. Depois de três anos de ausência, o músico volta ao palco do Espaço Cultural do Choro, hoje e amanhã, às 21h, em show que tem a companhia do contrabaixista carioca Oswaldo Amorim e do baterista e do percussionista potiguar Di Steffano — ambos radicados na cidade.

Silveira aproveitará esse show para mostrar temas que registrou no álbum Jeri, gravado ao vivo em 2016, no Festival de Jazz de Jeriquaquara, no Ceará; e no Simbora, de 2017, disponível para audição nas plataformas digitais. “São os meus trabalhos mais recentes e parte deles vou levar ao público que for assistir ao show”.

Como o projeto deste ano celebra os 40 anos do Clube do Choro, o que vai prevalecer no repertório do guitarrista são versões instrumentais de músicas criadas por compositores já homenageados pela instituição. “Optei por composições de Ary Barroso, Dorival Caymmi, Baden Powell e João Donato, celebrados em projetos dos quais tomei parte”, justifica.

O músico toca guitarra desde a adolescência e estudou violão clássico na Escola de Música da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), e chegou a ter uma banda de rock, mas acabou se apaixonando pelo jazz ao dar início à carreira há mais de 30 anos. Desde então, tem desenvolvido uma elogiada trajetória nesse segmento ao lançar discos como Bom de tocar (1984), que abriu as portas para ele nos Estados Unidos; o que leva o seu nome, de 1987, com a participação de PAT Matheny; Sky light (1989), Amazon secrets (1990), Small world (1992), Outro Rio (2007), Até amanhã (2010).

Paralelamente, além de tocar e fazer direção musical em discos e shows de nomes consagrados da música popular brasileira, tem realizado trabalhos com diferentes formações instrumentais, como trio e quarteto e grupos. A de maior destaque foi a Banda Zil, ao lado de Zé Renato, Cláudio Nucci, Marcos Ariel, João Batista, Jurim Moreira e Zé Nogueira.


Ricardo Silveira
Show do guitarrista, acompanhado por Oswaldo Amorim (contrabaixo) e Di Stefanno (bateria e percussão), hoje e amanhã, às 21h, pelo projeto Clube do Choro – 40 Anos. No Espaço Cultural do Choro (Eixo Monumental, ao lado do Centro de Convenções Ulysses Guimarães). Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (meia para estudantes). Não recomendado para menores de 14 anos. Informações: 3224-0599.
 
 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.