Prestes a completar 70 anos, Stephen King é autor mais adaptados

São mais de 70 obras inspiradas nas histórias do autor nos cinemas e na televisão

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 16/09/2017 07:30

Reprodução/Internet

O escritor Stephen King pode ser considerado o autor com mais obras literárias adaptadas para outros formatos. São mais de 70 filmes e séries inspirados em histórias criadas  ao longo dos mais de 40 anos de carreira do norte-americano que completa 70 anos em 21 de setembro. Inclusive, o próprio King participou como roteirista em algumas versões como a minissérie de O iluminado, em 1997. Mas, por que as produções de Stephen King são levadas tantas vezes a outros meios?


“Em virtude da íntima e notória relação que muitos dos atuais escritores americanos mantêm com a indústria do cinema, especialmente de Hollywood — é o caso do próprio Stephen King, que, mais do que escrever roteiros e trabalhar em adaptações de suas próprias obras, já se aventurou até na direção de filme, Comboio do terror, em 1986, não é difícil suspeitar que sejam referidas obras já idealizadas, desde o primeiro momento, com vistas à futura adaptação para a tela”, analisa Sérgio Ribeiro Kneipp na dissertação de mestrado da Universidade de Brasília, A influência da linguagem cinematográfica na moderna prosa de horror: um estudo de caso, O iluminado, de Stephen King.

O primeiro livro publicado e consolidado de Stephen King é Carrie, a estranha, lançado entre 1973 e 1974. A obra ganhou uma adaptação cinematográfica dois anos após a divulgação da história, que usa documentos ficcionais para dar mais veracidade ao relato da personagem Carrieta ‘Carrie’ White, uma adolescente que sofre com o comportamento abusivo da mãe. O primeiro grande sucesso do escritor gerou quatro filmes e também logo o estrelato de Stephen King.

Nos anos 1980, o autor voltou às telonas, dessa vez, com o longa O iluminado, que foi considerado uma das obras-primas do terror e teve base no livro homônimo de 1977. Tanto obra quanto filme se concentravam na história de Jack Torrance, um aspirante a escritor e alcoólatra que aceita o emprego de zelador em um famoso hotel ao lado da mulher Wendy e do filho Danny, que consegue ver o passado do local.

Foi em 1986 que Stephen King lançou uma de suas obras mais aclamadas, o livro It — A coisa. A trama acompanha sete pessoas  que, quando crianças,tiveram de enfrentar uma criatura que se alimentava de seus medos em forma do palhaço Pennywise. A história ganhou duas adaptações: uma televisiva em 1990 e, neste ano, uma versão cinematográfica, que logo se tornou sucesso de público. Considerada uma boa adaptação do terror de King, It: A coisa bateu recorde de bilheteria e detém a marca de melhor filme do gênero com arrecadamento de US$ 117,2 milhões no primeiro fim de semana nos Estados Unidos. Uma continuação já está confirmada pelo estúdio.

No cinema, as obras de Stephen King deram lugar a clássicos como Conta comigo (1986), de Rob Reiner, inspirado em Quatro estações; Louca obsessão (1990), de Rob Reiner; Um sonho de liberdade (1994), de Frank Darabont, com base também em Quatro estações; À espera de um milagre (1999), de Frank Darabont; O nevoeiro (2007), de Frank Darabont, inspirado em Tripulação de esqueletos; e o mais recente, o desastroso A Torre Negra (2017), de Nikolaj Arcel. Já nas telinhas há ainda mais versões. Só neste ano, o escritor ganhou três séries baseadas em suas histórias: Mr. Mercedes, O nevoeiro e Jogo perigoso, que estreia em 29 de setembro na Netflix.

Filmes e séries adaptados de Stephen King


Carrie, a estranha

Considerado a primeira obra consolidada de King, a história teve quatro filmes. O primeiro lançado em 1976, dois anos após a divulgação do livro. A versão de Brian De Palma teve até uma sequência lançada em 1999. Depois, a história ganhou dois remakes: 2002 e 2013.

Reprodução/Internet
It: A coisa
O clássico do terror de King ganhou duas adaptações. Uma em 1990 sob o nome de It: Uma obra-prima do medo com direção Tommy Lee Wallace, que foi lançada em dois episódios na televisão, e outra neste ano, nos cinemas.

O iluminado
Conhecido como a obra mais assustadora de Stephen King, O iluminado ganhou as telonas em 1980 com direção de Stanley Kubrick e atuação de Jack Nicholson. Em 1997, a história virou uma minissérie com três episódios..

A Torre Negra
A produção chegou aos cinemas neste ano com direção de Nikolaj Arcel e tem base na saga A Torre Negra, que contém oito volumes e mistura ficção, fantasia e terror.

O nevoeiro
Em 2007, chegou aos cinemas a versão cinematográfica do conto que faz parte do livro Tripulação de esqueletos com direção de Frank Darabont. A obra e o filme mostram que criaturas ocultas começam a aparecer em uma pequena cidade após a chegada de uma estranha névoa.

Jogo perigoso
Em 29 de setembro, a Netflix lança a série homônima ao livro de King. A produção acompanha os pensamentos de uma mulher que sem querer causa a morte do marido em uma casa isolada no meio da floresta durante um jogo sexual.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.