Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional se apresenta terça no Cine Brasília

O concerto é em homenagem a artistas que foram responsáveis pela reformulação da música húngara

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 23/10/2017 19:14 / atualizado em 23/10/2017 19:14

 Edy Amaro/Esp. CB/D.A Press
 
A Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro se apresenta nesta terça-feira (23/10) no Cine Brasília. A peça consiste em um concerto húngaro com obras dos compositores Zoltán Kodály, Bela Bartók e Karl Goldmark, além de contar com o violinista solista Antal Zalai. 
 
Sob comando do maestro Claudio Cohen, no repertório do concerto estão Danças de Galanta, de Kodály; Concerto para violino e Orquestra nº 1, de Bartók e Concerto para violino Op. 23, de Goldmark.
  
Kodály e Bartók são representantes do nacionalismo húngaro e precursores do repertório musical folclórico do leste europeu. A dupla iniciou os trabalhos em 1905 com o objetivo de identificar novas tendências artísticas que servissem de apoio para uma nova corrente, já que ambos tinham se esgotado do Romantismo. 

A única obra de Goldmark para violino é mais que suficiente para provar o amor do artista pelos antigos mestres, como Mendelssohn em particular. A escrita do solo soa de forma natural e conversada. Em Concerto para violino Op. 23, é possível perceber referências a Mendelssohn, Richard Wagner e a Sibelius - estudante de Goldmark.

Prodígio, Antal Zalai participou do primeiro recital com apenas 12 anos de idade. O artista passou por mais de 35 países, divididos em 3 continentes; além de gravar sete álbuns produzidos pela BMMC, Hungaroton e Brilliant Classics. 



Serviço
Concerto Húngaro
Cine Brasília (106/107 sul)
Terça-feira, às 20h. Entrada franca. Classificação livre. 


Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.