Ator de Gossip Girl é acusado de estupro: 'Acordei com dedos dele entrando'

Ed Westwick ficou conhecido por interpretar Chuck Bass na série

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/11/2017 11:44

The CW/Reprodução
 
Ed Westwick, conhecido pelo papel de Chuck Bass na série Gossip girl entre 2007 e 2012, é o novo nome na lista de celebridades acusadas de violência sexual na indústria cinematográfica dos Estados Unidos. Em uma publicação no Facebook, a atriz Kristina Cohen revelou que foi estuprada pelo artista britânico, que atualmente está na série White gold, há três anos enquanto estava na casa dele dormindo. "Fui acordada abruptamente com Ed em cima de mim, com seus dedos entrando no meu corpo. Pedi que ele parasse, mas ele era forte", descreve ela. 

A atriz de 27 anos namorava um produtor de nome não revelado, que o levou à casa de Ed, 30. "Queria sair quando Ed sugeriu que 'nós todos deveríamos foder'. Mas o produtor não queria que Ed se sentisse mal com nossa saída. Ed insistiu que ficássemos para o jantar. Eu disse que estava cansada e queria ir embora, tentando sair de uma situação que já era incômoda. Ed sugeriu que tirasse um cochilo no quarto de hóspedes. O produtor disse que ficaríamos por mais uns 20 minutos para amaciar tudo e, então, poderíamos ir. Então fui e me deitei no quarto de hóspedes, onde eventualmente dormi", descreveu. 

E completou: "Lutei contra ele o máximo que pude, mas ele pegou meu rosto pelas mãos, me chacoalhando, dizendo que queria me foder. Fiquei paralizada, amedrontada. Não podia falar, não podia mais me mover. Ele me segurou e me estuprou. Foi um pesadelo e os dias que se seguiram não foram melhores". Ela afirma que foi culpada pelo namorado pelo episódio e que precisou conviver com a "culpa" pelos anos que se seguiram, além de ter que lidar com o falecimento da mãe. 

"Foi um período sombrio da minha vida. Minha mãe estava morrendo de câncer e não tinha um sistema de apoio ou tempo para processar e lidar com as consequências do estupro. Enterrei minha dor e culpa para dar espaço para o golpe que veio depois da morte da minha mãe, três meses mais tarde", disse Cohen, que namorava um produtor na época do ocorrido. "Cresci consideravelmente em três anos, desde do abuso, então revisitá-lo é doloroso. Reviver essa noite para compartilhar os eventos corretamente parece uma continuação da violação. Sinto nós no estômago, medo de dizer tudo isso publicamente, assim como foi um processo difícil me reconciliar comigo mesma", disse.
 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.