Renata Lo Prete lê ao vivo nota da Globo sobre comentário racista de Waack

Jornalista foi afastado após vazamento de vídeo em que apresenta fala racista e foi imediatamente substituído pela jornalista Renata Lo Prete

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/11/2017 12:54

Globo/Reprodução

 
A jornalista Renata Lo Prete anunciou, ao vivo, o afastamento de William Waack da televisão durante o Jornal da Globo da madrugada desta quinta-feira (8). A suspensão havia sido anunciada pela emissora ainda na noite da quarta-feira (7), por meio de nota divulgada à imprensa, após o vazamento do vídeo em que o âncora faz comentários racistas antes de uma transmissão direto dos Estados Unidos. Renata, que já substituía ocasionalmente Waack na bancada do noticiário, leu o comunicado oficial da empresa. 

"A Globo é visceralmente contra o racismo em todas as suas formas e manifestações. Nenhuma circunstância pode servir de atenuante. Diante disso, a Globo está afastando o apresentador William Waack de suas funções em decorrência do vídeo que passou hoje a circular na internet, até que a situação esteja esclarecida", disse Renata ao reproduzir a declaração. "William Waack é um dos mais respeitados profissionais brasileiros, com um extenso currículo de serviços ao jornalismo. A Globo, a partir de amanhã, iniciará conversas com ele  para decidir como se desenrolarão os próximos passos", completou. 

O vídeo, gravado em novembro do ano passado, mostra William em conversa informal com o correspondente Paulo Sotero em um estúdio em Washington, nos Estados Unidos, em frente à Casa Branca, antes de uma entrada ao vivo sobre a eleição presidencial norte-americana. Quando uma buzina irrita o apresentador, ele reclamara: "Tá buzinando por quê, seu m**** do c******?". Depois disso, afirma que o autor da ação "É preto, coisa de preto". As imagens provocaram revolta nas redes sociais, nas quais internautas pediram a demissão do comunicador de 65 anos. A Globo afirma que ele diz não se lembrar do ocorrido e "pede sinceras desculpas àqueles que se sentiram ultrajados pela situação". 

Confira a nota na íntegra:

A Globo é visceralmente contra o racismo em todas as suas formas e manifestações. Nenhuma circunstância pode servir de atenuante. Diante disso, a Globo está afastando o apresentador William Waack de suas funções em decorrência do vídeo que passou hoje a circular na internet, até que a situação esteja esclarecida.

Nele, minutos antes de ir ao ar num vivo durante a cobertura das eleições americanas do ano passado, alguém na rua dispara a buzina e, Waack, contrariado, faz comentários, ao que tudo indica, de cunho racista. Waack afirma não se lembrar do que disse, já que o áudio não tem clareza, mas pede sinceras desculpas àqueles que se sentiram ultrajados pela situação.

William Waack é um dos mais respeitados profissionais brasileiros, com um extenso currículo de serviços ao jornalismo. A Globo, a partir de amanhã, iniciará conversas com ele  para decidir como se desenrolarão os próximos passos.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.