Banda OQuadro lança o disco Nêgo Roque

Segundo álbum d'OQuadro, Nêgo Roque mistura hip hop, soul e trap e faz críticas ao Brasil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/11/2017 16:20 / atualizado em 10/11/2017 13:13

Rafael Ramos/Divulgação
 
Após um intervalo de cinco anos desde o CD mais recente, a banda OQuadro lança Nêgo Roque. O segundo disco da carreira do grupo une rap, hip hop e trap e inclui referências de soul, rock, batidas eletrônicas e músicas típicas da Bahia e da Jamaica.

"Estávamos desde 2012 sem lançar um disco, então tivemos um tempo de amadurecimento como pessoas e como músicos por conta de nossas andanças. A música não desiste da gente, então não vamos desistir dela", afirma o baixista Ricô em nota divulgada à imprensa.

Por meio do que chamam de música negra contemporânea, a banda fala sobre valores sociais, cultura e existencialismo no Brasil. O olhar de quem é morador da periferia baiana confere ao novo trabalho a voz da cultura hip hop e faz análises do cotidiano. 
 
 
 
Também em nota, o vocalista Jef Rodriguez conta que eles colocam em evidência os conceitos de humanidade, de negritude, de fé e de militância. "A voz do nosso povo resistiu e está mais viva do que nunca, lutando pelo protagonismo no recontar dessa história."

OQuadro é formado por Jef Rodriguez (voz), Nêgo Freeza (voz), Rans Spectro (voz), Ricô (voz/baixo), Rodrigo DaLua (Guitarra e Synth), Vic Santana (bateria), DJ Mangaio (programações) e Jahgga (percussão) e teve o projeto do CD selecionado no edital do Natura Musical. O álbum conta também com colaborações dos artistas Raoni Knalha, BNegão, Emicida, Indee Styla, Pedro Itan e DJ Gug.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.