Produtor acusado de assédio está fora de 'Mulher-Maravilha 2'

Segundo revista a atriz Gal Gadot teria ameaçado sair da produção caso Brett Ratner continuasse no filme

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 16/11/2017 19:30 / atualizado em 16/11/2017 19:36

Alberto E. Rodriguez


A atriz Gal Gadot confirmou, na manhã desta quinta-feira (16/11), que o produtor Brett Ratner está fora a partir de 2018 do longa Mulher-Maravilha 2, mas não admitiu que foi por ação sua. Na última terça-feira (14), a revista Page Six lançou artigo afirmando que Gal estava ameaçando deixar a produção, caso o produtor continuasse no filme, porém, a atriz afirmou em entrevista ao programa norte-americano Today Show que a saída de Ratner já estava sentenciada antes dela precisar se pronunciar.

“A verdade é que existem muitas pessoas envolvidas neste filme, não é só eu, e eles todos compartilham do mesmo sentimento”, afirmou a atriz. Ela completou: “Todos sabem que isto era a coisa certa a se fazer, não existiu nada para que eu, de fato, precisasse sair e agir porque já estava feito até antes mesmo desse artigo sair”.

Gal já foi ao público deixar claro que seu posicionamento não admite assédio sexual em seus trabalhos, e demonstrou apoio a todas as mulheres que sofreram com este problema. “Bullying e assédio sexual são inaceitáveis! Eu estou com todas as corajosas mulheres que confrontaram seus medos e denunciaram. Juntas nos seguiremos. Nós estamos unidas neste tempo de mudanças”, afirmou a atriz por meio de um post no Instagtram.
 
Por meio de seu advogado, o produtor Brett Ratner negou todas as acusações à mídia jornalística norte-americana. Sobre a saída de Mulher-Maravilha 2, não fez comentários. 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.