Obra de Vinicius de Moraes ganha nova edição, em dois volumes

Editada pela Nova Fronteira , a publicação foi supervisionada por Eucanaã Ferraz

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/11/2017 07:32 / atualizado em 27/11/2017 18:15

Reprodução
 
 
Explorador de múltiplos gêneros, Vinicius de Moraes é responsável por marcar a literatura brasileira na poesia, na prosa, na música e nas peças de teatro. O multiartista recebe homenagem com livro que reúne todas obras publicadas em vida pelo escritor.  Segundo o organizador Eucanaã Ferrarz, Vinicius de Moraes apresenta um quadro muito raro de composição artística. “Conjugação na espontaneidade dos versos com extremo rigor construtivo. Ele apresenta alto nível de formalidade, de comunicação e de alcance”, define Eucanaã.

A temática principal do escritor, o amor, viveu várias mutações: “O amor, em um primeiro momento, sofre com o impasse de ter apenas 19 anos, ser católico e de berço conservador. É um sentimento que apresenta uma série de problemas, dúvidas e sofrimento”, explica Ferraz.  O caminho para a distância é o primeiro livro de poesias publicado pelo escritor e  marca esse período.

Entretanto, ao longo dos anos, Vinicius amadurece e compõe de forma sólida e concreta. poesia humanista por meio de versos curtos, humor e ironia geram identificação do público com sua obra. “O amor agora é sobre as vivências do cotidiano. Expressões coloquiais, escrita em ordem direta e simples, afetividade se consolidaram como característica de um Vinicius mais velho e experiente”, comenta Ferraz. Nesta fase, destacam-se Soneto de Fidelidade, Soneto do maior amor e Soneto da separação.

O livro

Dividido em dois volumes, o box condensa o legado de Vinicius ao longo das diferentes fases da vida. A primeira parte da obra reúne a série Dispersos, com poemas não publicados em livros até esta edição. Além disso, traz ainda uma introdução feita por Laetita Cruz de Moraes — irmã do escritor. A segunda traz Para uma menina com uma flor —  único livro escrito totalmente em prosa, e uma seleção de crônicas publicadas em jornais ao longo dos anos.

Diferentes sujeitos

Dividido em poesia, prosa, canção e teatro, Vinicius de Moraes é diferentes sujeitos em um só. “É o mesmo em diferentes situações. Ele aborda uma sensibilidade que se fala e que se mostra o mesmo homem e poeta. Romântico com suas musas, mas também voltado a questões sociais e políticas ao decorrer de toda obra”, sinaliza Eucanaã.

Após quase 40 anos de morte do multiescritor, os temas colocados nos papéis ainda dialogam com a realidade. “O Vinicius tocou em questões como morte, amor, sexo, dor, sofrimento, encontro e desencontro, dimensões da vida humana - que deixa a obra muito atual; não só pela proximidade temporal, mas pela universalidade e atemporalidade que cercam os textos”, pontua Eucanaã.

Vinicius de Moraes nasceu no Rio de Janeiro, em 13 de outubro de 1933 e morreu em 9 de julho de 1980. Ao longo da carreira, publicou 13 livros de poesia, dois em prosa, mais de 150 composições musicais e quatro peças teatrais, que o colocam na condição de grande poeta e grande intelectual brasileiro moderno.

* Estagiário sob a supervisão de Severino Francisco


» Vinicius de Moraes: música, poesia, prosa, teatro

Editora Nova Fronteira, 
1232 páginas, R$ 129,90.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.