Festival Curta Brasília anuncia a lista de selecionados da sexta edição

Confira a lista de curtas selecionados e algumas das atividades que estão programadas para os quatro dias de evento

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/11/2017 13:50 / atualizado em 28/11/2017 13:54

Carlos Moura/CB/D.A Press

Entre 14 e 17 de dezembro será realizada a 6ª edição do Festival Curta Brasília, no Cine Brasília (106/107 Sul). Neste ano, o festival conta com duas principais mostras competitivas: a de curtas e a de videoclipes. Os prêmios que serão dados contabilizam mais de R$ 25 mil.  

 

Nas últimas edições, o Curta Brasília contou com 25 mil participantes. Em 2017, o público poderá conferir 30 curtas vindos de 10 estados diferentes e de variados gêneros, como documentários, ficção e animação. Os filmes foram escolhidos entre 987 que se inscreveram no edital.

 

Além dos filmes, os quatro dias de evento contarão com atividades educativas, que englobam circuito de cineclubes, debates e oficinas; feira de vinil e shows; food trucks e praça de alimentação; o Surdocine, sessão acessível para pessoas com deficiência auditiva; e a primeira mostra de cinema de realidade virtual na América Latina.  

Confira a lista completa dos selecionados: 

Curtas 

1X1 (DF), de Ramon Abreu

A maldição tropical (RJ), de Luisa Marques & Darks Miranda

Boca de fogo (RJ), de Luciano Pérez Fernández

Borá (RJ), de Angelo Defanti

Cabelo bom (RJ), de Swahili Vidal

Capitão Brasil (SP), de Felipe Poroger

Carneiro de ouro (DF), de Dácia Ibiapina

Chico (RJ), de Irmãos Carvalho

Divina luz (ES), de Ricardo Sá

Estado itinerante (MG), de Ana Carolina Soares

Estás vendo coisas (PE), de Bárbara Wagner

Ferroada (SP), de Adriana Barbosa e Bruno Mello Castanho

Latossolo (BA), de Michel Santos

Luiza (PR), de Caio Baú

Meninas formicida (SP), de João Paulo Miranda Maria

Nada (MG), de Gabriel Martins

O chá do general (SP), de Bob Yang

O delírio é a redenção dos aflitos (PE), de Fellipe Fernandes

O porteiro do dia (PE), de Fábio Leal

Obra autorizada (BA), de Iago Cordeiro Ribeiro

O quebra-cabeça de Sara (RJ), de Allan Ribeiro

Oceano (SP), de Renato Duque

Pássaros na boca (SP), de Gustavo Ribeiro

Quando os dias eram eternos (SP), de Marcus Vinícius Vasconcelos

Retratos da alma (DF), de Leo Bello

Ruína (RJ), de Gabraz

Tango (PR), de Francisco Gusso e Pedro Giongo

Tekoha: som da terra (DF/MS), de Rodrigo Arajeju e Valdelice Veron

Tentei (PR), de Laís Melo

Vando vulgo vedita (CE), de Andréia Pires, Leonardo Mouramateus 

Videoclipes

Bodeado, de Juvenil Silva com direção de Ana Olívia Godoy (PE), 2016

Boogie Boogie, de Whipallas com direção de Philippe Noguchi (RJ), 2017

Breu, de Xênia França com direção de Gabi Jacob (SP), 2016

Carta à Boa Forma, de Anná com direção de Karoline Mendes (SP), 2017

Elevação Mental, de Triz com direção de Cesar Gananian (SP), 2017

Fonte da Tristeza, de Cliver Honorato com direção de Samira Daher (MG), 2017

Lalá, de Karol Conká com direção de Vera Egito & Camila Cornelsen (SP), 2017

Lambida, de Joe Silhueta com direção de André Miranda (DF), 2017

Mandume, de Emicida com direção de Gabi Jacob (SP), 2016

Não Espero Mais, de O Terno com direção de Filipe Franco (SP), 2017

O Mal, de Juliana Cortes com direção de Carlon Hardt (PR), 2016

Peixe, de Michele Leal com direção de Angela Sugai e Felipe O’Neill (RJ), 2016

Pineal, de Tagore com direção de Fabrício Koltermann (RS), 2016

Triste, Louca ou Má, de Francisco, El Hombre com direção de Rafa Câmara (SP), 2016 

Serviço 

6º Curta Brasília- Festival Internacional de Curta-Metragem

Cine Brasília (106/107 sul). Entre os dias 14 e 17 de dezembro. Entrada franca. Confira a classificação indicativa de cada filme.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.