Programa da TV Brasília, DF Alerta apoia luta pelas minorias

Nikole Lima e Wagner Relâmpago comandam o programa DF Alerta, marcado pelo compromisso com causas sociais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 30/11/2017 07:00

 Minervino Junior/CB/D.A. Press

 
 
Há seis anos recém-completados, o DF Alerta é destaque de audiência para os brasilienses. Fundado em 14 de novembro de 2011, o programa se encarrega de lutar pelas minorias sociais. “Somos compromissados desde o início com as causas sociais de gênero e de classe. Pioneiros na luta de empoderamento da mulher em uma época que pouco se falava disso”, explica o editor-chefe do programa, Patrício Macedo.         

Concebido para debater as questões de igualdade, o DF Alerta traz como apresentadora Nikole Lima, que divide o estúdio com Wagner Relâmpago — comentarista das reportagens de maior repercussão. “A gente não podia falar de ampliação do mercado da mulher na sociedade sem uma apresentadora. Sabemos que nosso espectador prefere um homem, mas é hora de quebrar com isso. A Nikole foi escolhida para honrar uma tradição e um compromisso em defesa das mulheres”, define Macedo.  

Há oito anos na TV Brasília, Nikole está no programa desde 2014, e assumiu cargo de apresentadora após a morte do colega de profissão Raphael Brito. “Estava na hora de uma protagonista feminina. O Raphael era um grande amigo, sentimos muita falta dele”, comenta Nikole. O preconceito por ser mulher existe, entretanto, segundo a jornalista, diminui a cada dia. “As próprias espectadoras acham que o meu lugar deve ser ocupado por um homem engravatado e de terno. Mas esse conceito tem mudado ao decorrer desse tempo”, explica. Nikole apresenta o programa desde março deste ano.     

A equipe formada é a mesma desde 2011. Para Patrício, trata-se de um elenco. “As pessoas que trabalham para o DF Alerta  acontecer reúnem contundência jornalística e credibilidade. Nosso elenco está sempre preparado para oferecer furos de reportagem”, pontua o editor, que define o programa como corajoso, ousado, polêmico e provocativo.

Diferentemente dos outros programas do gênero, o DF Alerta levanta assuntos humanistas. “Trazemos discussões de progresso e de avanço social. A gente foge do discurso de ódio. Compramos briga diante da minoria”, explica Nikole.  

Forte nas redes sociais, oDF Alerta reúne 232,3 mil seguidores no Facebook. Um momento marcante de repercussão ocorreu ao noticiar o caso de um menor solto pela Justiça quatro horas depois de matar três pessoas. A reportagem atingiu 5,3 milhões de seguidores, 36 mil compartilhamentos e 2,6 milhões de visualizações. “O espectador sabe a veracidade do nosso programa. Temos força da internet, das redes sociais e de pauta”, sinaliza Macedo, que completa: “O programa está mais vivo do que nunca”. O editor ainda relembra que, logo no segundo mês de existência, o DF Alerta viralizou um vídeo no Facebook em uma época que o meme não era tão forte.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.