Morre a socialite Carmen Mayrink Veiga, aos 88 anos, no Rio de Janeiro

De família tradicional do interior de São Paulo, ela se tornou símbolo da elegância no Brasil e sofria de paraparesia espástica tropical

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 04/12/2017 10:37

Reprodução
A socialite Carmen Mayrink Veiga, 88 anos, morreu em casa, no Rio de Janeiro, nesse domingo (3/12). Vinda de uma família tradicional do interior de São Paulo, ela se tornou um símbolo da elegância no Brasil, ao lado do marido, Tony Mayrink Veiga. Carmen sofria de paraparesia espástica tropical, condição que limitava seus movimentos. As informações são d'O Globo. Ainda não se sabe a data e o local do velório e sepultamento da socialite.


Leia as últimas notícias de Diversão & Arte

Nas redes sociais, a filha do casal, a atriz Antônia Frering, que está nos Estados Unidos, se manifestou sobre a notícia ao publicar uma foto da mãe e um desenho de um coração partido. Carmen Mayrink Veiga utilizava uma cadeira de rodas desde 2013, quando também se tornou ativista pela causa dos cadeirantes. A socialite chegou a inaugurar um elevador específico no Teatro Municipal do Rio.

Carmen Therezinha Solbiati nasceu em Pirajuí, interior de São Paulo, em 24 de abril de 1929. Era conhecida pelo glamour e elegância e foi retratada ao longo da vida por artistas como Andy Warhol e Di Cavalcanti. Carmen era frequentadora dos desfiles de alta costura francesa e famosa no mundo da moda quando conheceu o empresário Tony Mayrink Veiga, com quem se casou em 1956. Eles ficaram juntos por 60 anos, até a morte de Tony, em junho de 2016.

Filha de Maria de Lourdes de Lacerda Guimarães e Enéas Solbiati, ela era neta do Barão de Arari e sobrinha-neta do Barão de Araras pelo lado materno. Seu pai era um rico financista de São Paulo, que foi cônsul honorário do Reino da Itália.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.