Música dos brasilienses é exportada em show paulistano

Noite Brás Ilha Sonora representa a capital em show da Semana Internacional de Música de São Paulo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/12/2017 07:46 / atualizado em 06/12/2017 19:25

Nina Quintana/ Divulgação

 

A capital federal estará representada na Semana Internacional de Música de São Paulo (SIM-SP), que começou ontem e segue até domingo no Centro Cultural de São Paulo, com o show Noite Brás Ilha Sonora, composto apenas por artistas brasilienses. A apresentação será hoje (07/12, quinta), às 22h, no Lab Mundo Pensante, no bairro Bixiga, e faz parte do projeto Conexão FAC, da Secretaria de Cultura do Distrito Federal.

A noite, que é dedicada a Brasília, servirá para mostrar a atual cena da cidade no evento que é vitrine para o mercado musical nacional e internacional. “Brasília ficou muitos anos com esse selo de capital do rock por causa da Legião Urbana, dos 

Paralamas do Sucesso e do Capital Inicial. Mas foi há quase 30 anos. Isso mudou muito. A cena ficou de lá pra cá praticamente congelada. De uns três anos para cá que a galera tem se envolvido mais e movimentado a cena, com várias bandas surgindo, tocando e produzindo shows, discos e festivais de forma independente”, analisa Adolfo Neto, integrante da banda Profissão Urubu.

Criado em 2014 em Brasília, o grupo Profissão Urubu está entre as atrações do show brasiliense no SIM-SP. Na apresentação, a banda, que é formada ainda por Paulo Mello, Bruno Jéfter e Pedro Araújo, levará o repertório do primeiro álbum, lançado em 2015 com produção de Rodrigo Bezerra, e pode aproveitar para divulgar canções do segundo disco, que está em processo de gravação e deve ser lançado, de forma independente, em março de 2018. “Estamos muito felizes em participar da noite de Brasília no Semana Internacional da Música. É uma grande vitrine, porque não vamos nos apresentar só para público, mas para compradores de show”, afirma Neto.

Curadoria das atrações

A escolha do line up do show Noite Brás Ilha Sonora contou com curadoria do músico de Brasília, Kelton, que também é uma das atrações. Participarão do evento ainda as bandas Profissão Urubu, O Tarot e Joe Silhueta.

Os artistas envolvidos na apresentação fazem parte do Movimento Ouva, lançado em agosto deste ano durante o Festival CoMA. “Esse movimento nada mais foi do que uma ação em que colamos adesivos com a marca, um QR code para o Spotify com músicas e informações de artistas e bandas de Brasília. A Fabiana Batistella (organizadora do SIM) estava por aqui, gostou do projeto e convidou o Kelton para montar essa noite brasiliense em São Paulo”, lembra Adolfo Neto.

130 

Quantidade de shows durante o SIM-SP

 

 

Playlist do Movimento Ouva Brasília

 

 

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.