Ator Dustin Hoffman é acusado de assédio por mais três mulheres

Um dos maiores nomes de Hollywood enfrenta cinco denúncias. Dessa vez, uma mulher acusa Hoffman de assediá-la quando tinha apenas 16 anos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 15/12/2017 12:01 / atualizado em 15/12/2017 12:03

Jamie McCarthy


Após nomes como Harvey Weinstein e Kevin Spacey, agora Dustin Hoffman entrou na sombria lista de acusados de assédio em Hollywood. Uma das maiores figuras da indústria do entretenimento, agora tem de lidar com mais três denúncias de assédio, sendo que uma delas afirma ter sofrido os abusos aos 16 anos. As três mulheres falaram à revista norte-americana Variety.

Cori Thomas ainda estava na escola quando Hoffman supostamente ficou pelado em sua frente em quarto de hotel. A outra mulher é Melissa Kester, que afirma ter sofrido assédio enquanto participava de um trabalho no filme Ishtar, que contou com a presença de Hoffman. A terceira mulher – que pediu anonimato à revista – falou que o ator a atacou sexualmente em um vagão de trem.

As três classificaram o comportamento do ator como predatório. Os jornalistas responsáveis pela matéria no Variety não conseguiram encontrar os representantes legais de Hoffman para comentar as acusações, porém, o advogado particular do ator, Mark A. Neubauer, escreveu uma carta ao dono da revista descrevendo as denúncias como “mentiras difamatórias”.

Histórias


Cori Thomas conheceu Hoffman com apenas 16 anos. Na época – década de 1980 – a garota era amiga da filha do ator, Karina, e como aspirante a atriz, aceitou o convite de Hoffman para um passeio, que acabou com o ator levando-a para um hotel no fim do dia com o intuito de aguardar os pais de Thomas. Entretanto, o ator tirou as roupas e ficou nu em frente à garota. “Eu quase desmaiei. Foi a primeira vez que eu tinha visto um homem sem roupas, eu estava em choque, sem saber o que fazer […] Ele ficava me falando: 'Eu estou pelado, você não quer dá uma olhada?'”, contou a garota. Ela completou: “O que me salvou foi que minha mãe chegou ao hotel e ligaram para o quarto”.

Já Melissa Kester conheceu Hoffman durante as gravações do filme Ishtar. A garota namorava um engenheiro sonoro na produção quando encontrou pela primeira vez o ator. Segundo relata, a ação de assédio por parte dele ocorreu em uma gravação do filme, em que Hoffman estava gravando uma passagem de áudio para a produção. “Nós estávamos frente à frente, com outras pessoas no estúdio. Eu achava a situação engraçada, achava que ele estava me segurando porque eu iria ajudá-lo a cantar melhor. Então ele, literalmente, enfiou a mão dentro da minha calça e colocou os dedos dentro de mim. Eu congelei pensando: 'Meu Deus, o que está acontecendo?' É muito chocante quando acontece com você”, contou Mellisa. Ela ainda revelou: “Ele riu pra mim. Então eu sai correndo de lá, fui ao banheiro chorando. Tudo que pensava era: 'Meu Deus, acho que fui estuprada'”.

A terceira mulher, que pediu anonimato, também conheceu o ator em Ishtar. Ela era uma figurante e entrou em contato com Hoffman em uma festa de despedida da gravação. Os teriam pego um trem para casa depois por volta das 1h da manhã quando o ataque ocorreu. “Ele só colocou a mão na minha calça e enfiou o dedo dentro de mim. Eu não sabia o que fazer, era como se eu tivesse fora do meu corpo”. Após a saída do trem, o ator convidou a mulher para seu apartamento, ao que ela aceitou de livre e espontânea vontade. Ainda segundo o relato, os dois teriam tido relações sexuais naquela noite. Perguntada se os acontecimentos no trem teriam sido não consensuais, a mulher respondeu que “sim”. Mas sobre os acontecimentos no apartamento ela disse: “Eu não tenho certeza”.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.