Sombrinha abre projeto, nesta segunda, no Clube do Choro

O artista comemora 40 anos de carreira no evento

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/12/2017 07:00

Eduardo Zolqui/Divulgação
 
O Clube do Choro, que desde a década de 1990, desenvolve projeto, entre a segunda quinzena de março e a primeira de dezembro, no qual homenageia renomados compositores brasileiros, neste ano teve novidades em sua programação. Desde o mês passado, vem realizando o Brasil de Todos os Choros — Origens, Sotaques, Encontros e Caminhos, com o intuito de mapear esse gênero musical nas diferentes regiões do país.

Para promover a ocupação do Espaço Cultural do Choro nos próximos meses, criou uma nova série, intitulada Clube do Choro Convida, que reunirá nomes destacados da MPB. A estreia foi antecipada e ocorre hoje, às 21h, com show do cantor, compositor, cavaquinista e violonista Sombrinha, um dos fundadores e ex-integrante do grupo Fundo de Quintal.

Na apresentação desta noite, Sombrinha inicia a comemoração dos 40 anos de carreira, fazendo uma retrospectiva do seu trabalho iniciado em São Vicente, na Baixada Santista (SP). Ele terá a companhia de uma banda formada por músicos brasilienses: Fernando César (violão 7 cordas), Marcus Vinicius (violão 6 cordas), Márcio Marinho (cavaquinho), Breno Alves e Valerinho Xavier (percussão).

“Estou muito feliz por voltar a Brasília, que sempre me recebeu de braços abertos; e por abrir esse novo projeto do Clube do Choro, onde já estive, como violonista, tocando choros de Pixinguinha e Jacob do Bandolim e valsas inesquecíveis. Desta vez, serei acompanhado por grandes músicos de Brasília, entre eles o Frango (Márcio Marinho), cavaquinista virtuoso, que já participou da live, em minha acasa, aqui no Recreio dos Bandeirantes (RJ)”, destaca Sombrinha.

A história do cantor e compositor paulista com o samba carioca teve início em seu estado, quando participou de shows e gravações do conjunto Originais do Samba, que tinha entre os integrantes o também humorista Mussum. “Em 1980, vim morar no Rio de Janeiro e logo passei a frequentar as rodas de samba que ocorriam no Cacique de Ramos. Já conhecia Almir Guineto e Alcir e lá me aproximei de Bira, Ubirani e Sereno, com os quais fundaria o Fundo de Quintal”, lembra.

No grupo, Sombrinha ficou até 1991, tendo participado da gravação de 11 discos. Em seguida, formou duo com Arlindo Cruz (outro ex-integrante do Fundo de Quintal), tendo produzido três CDs. Em carreira solo, a partir de 2002, acumulou quatro álbuns. “No show do Clube do Choro, vou revisitar sambas que marcaram minha trajetória, desde O show tem que continuar e Só pra contrariar, da época do Fundo de Quntal; a Ainda é tempo de ser feliz e Seja sambista também, da parceria com Arlindo; Não quero saber mais dela, que compus com Almir Guineto; e Marcas no leito, com Jorge Aragão, entre outros”, anuncia.

Clube do Choro Convida
Show de Sombrinha na abertura do projeto, hoje, às 21h. Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (meia para estudantes), no Espaço Cultural do Choro 
(Eixo Monumental, ao lado do Centro de Convenções Ulysses Guimarães). Não recomendado para menores de 14 anos. Informações: 3224-0599.

» Programação

Janeiro
08 e 09 - Nilze Carvalho
15 e 16 - Dhi Ribeiro
22 e 23 - Robertinho de Recife Trio
29 e 30 - Débora Vasconcellos

Fevereiro
05 e 06 - Danilo Caymmi
19 e 20 - Moraes Moreira convida Meninão
26 e 27 - Quinteto Violado

Março
05 e 06 - Milton Guedes
12 e 13 - Lenny Andrade
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.