Sob a bênção de Clementina de Jesus, grupo 7 na roda se apresenta

Show no Outro Calaf terá Nãnan Matos como convidada especial

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/12/2017 06:30


Até recentemente era Adora Roda. De dois meses para cá, o grupo que em iniciou a carreira em 2007, passou a se chamar 7 na Roda. Para celebrar 10 anos de carreira, o conjunto de samba mais popular de Brasília idealizou dois projetos: Um é o CD Convocação, já gravado; e o outro é uma série de apresentações por escolas de samba do DF.


Na última sexta-feira, o 7 na Roda fez a primeira audição do disco, no estúdio Feedback, 702 Norte, à qual compareceram compositores brasilienses que têm sambas gravados nesse trabalho: Artur Sena, Diego Pedigree, Dinho Braga, Dudu 7 Cordas, Fabinho Samba, Gustavo Bier, Negro Vato, Nenel Vida e Tatá Fernandes.

Nesta terça-feira (19/12), às 20h, Breno Alves (pandeiro e coz), Kadu Nascimento (percussão e voz), Guto Martins (percussão), Vinicius de Oliveira (banjo e voz), Pedro Molusco (cavaquinho, Rodrigo Dantas (violão 7 cordas) e Jackson Delano (sopros) voltam a se reunir no Outro Calaf, para comandar a mais concorrida roda de samba da cidade. “Nessa roda, a penúltima de 2017, já vamos mostrar alguns sambas do repertório do nosso segundo CD”, adianta Breno.

O cantor e pandeirista é parceiro de Vinicius de Oliveira em Vida me valeu, faixa do disco que tem a participação do cantor e compositor baiano Nelson Rufino. Sozinho, Vinicius fez A força do amor, e assina Sagrado respeito com Kadu Nascimento. “Todas as 13 faixas do Convocação são de autoria de compositores brasilienses”, destaca Breno.

Segundo ele, o álbum Convocação estará nas plataformas digitais ocorre na próxima semana. O no formato físico está prevista para fevereiro de 2018, com um grande show. As apresentações nas escolas de samba tiveram início pela Unidos do Varjão. Na sequência o 7 na Roda, vai a Bola Preta (Sobradinho), Acadêmicos da Asa Norte, Capela Imperial (Ceilândia) e, por último, Aruc.

Na roda de samba no Outro Calaf, o grupo tem como convidada especial a cantora e percussionista Nãnan Matos. Ela vai levar um pouco da cultura africana para o bar e restaurante do Setor Bancário Sul. A música faz parte da vida dessa jovem artista brasiliense há algum tempo. Profissionalmente, o primeiro contato com a mais importante manifestação cultural brasileira foi quando entrou para a Escola de Música de Brasília. Lá, descobriu a potência da voz e apendeu a tocar djembê.

Destaque na edição deste ano do The Voice Brasil (ela foi do time de Lulu Santos), Nãnan, pesquisa e canta os tradicionais cantos do Malinké – ritmo típico do leste africano. Sua apresentação mais recente na capital foi no Espaço Cultural do Choro, como atração do projeto Prata da Casa, que abre espaço para valores da música candanga.



7 na Roda
Roda de samba com o grupo brasiliense, tendo como convidada a cantora e percussionista Nãnan Matos, hoje, às 20h, no Outro Calaf (térreo do Edifício João Saad /Setor Bancário Sul). Ingresso: entrada gratuita até 21h e ingresso a R$ 20 a partir desse horário. Não recomendado para menores de 18 anos.
 
 
 
 
 
 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.