Publicidade

Estado de Minas

MC Livinho é acusado de agredir verbal e fisicamente um funcionário

No Instagram, músico não negou a queixo e pediu para que fosse cobrado apenas na música, 'e não pelo que acontece por trás no palco'


postado em 29/01/2018 11:58 / atualizado em 29/01/2018 12:46

Funcionário compartilhou fotos dos ferimentos no Facebook(foto: Facebook/Reprodução )
Funcionário compartilhou fotos dos ferimentos no Facebook (foto: Facebook/Reprodução )
 
O funkeiro MC Livinho foi acusado de agredir, verbal e fisicamente, um funcionário que fazia parte da sua equipe de produção. O rapaz, cuja identidade foi preservada, compartilhou um relato na página da casa de shows Áudio Mix Brasil, acompanhado de fotos nas quais aparece sangrando, em decorrência da suposta agressão. O músico não negou a queixa, dizendo que tem um "estilo gângster". 
 

Na publicação, o funcionário afirma que foi chamado no camarim de Livinho, onde também estavam a namorada do cantor e o produtor, para ser cobrado por uma microfonia durante o show na casa de festas. "Ele começou a falar que tinha que ter um cara competente na equipe dele, que ele não é digno de ter uma equipe que é uma bosta e começou a esculachar. Disse que não sabia o que estava fazendo e começou a xingar do nada com vários palavrões", descreveu. 

Em seguida, o técnico teria pedido demissão e saído do camarim: "Virei as costas e saí do camarim, bati a porta. Ele veio correndo atrás de mim, me pegou na escala do camarim da Áudio Club pelas costas, chutando e já me agredindo com algo na mão". Depois da repercussão do caso, que teria ocorrido no último sábado (27), o artista se pronunciou no Instagram, pedindo para que as pessoas o cobrassem apenas pelo "talento nas músicas" e não "pelo que acontece por trás do palco", sem negar a acusação. Ele impediu que seguidores fizessem comentários. 

"Não vou ferir ninguém que não me fere, não vou ser injusto com quem é justo. Vou ser eu, MC Livinho, goste de mim assim ou não, mano. Me cobre no talento, nas músicas, nas letras, não no que acontece por trás do palco, seus c*", escreveu. Em dezembro, ele agrediu um homem que assistia a um show no Rio de Janeiro após ser xingado. Ele também já foi parar na delegacia após brigar com um empresário. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade