Economia
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Grupo chinês pretende participar de outros leilões de petróleo no Brasil De acordo com a Agência Nacional de Petróleo, Gás Nacional e Biocombustíveis, Libra poderá gerar cerca de R$ 300 bilhões em royalties ao longo de 30 anos de produção

Agência Brasil

Publicação: 02/12/2013 14:23 Atualização:

Presidente da CNODC Brasil Petróleo e Gás, – filial do CNPC, um dos grupos chineses que compõem o consórcio vencedor do Campo de Libra – Bo Qiliang disse que a empresa pretende participar de outros leilões no Brasil. “Estamos focados no projeto corrente, de Libra, mas abertos para avançar em outros projetos. Mas ainda é cedo para [detalhar] isso”, disse ele à Agência Brasil, após participar da cerimônia de assinatura do primeiro contrato para partilha e exploração do pré-sal.

A declaração do chinês vai ao encontro do que espera a presidenta Dilma Rousseff. “O Brasil dá claramente um sinal efetivo, concreto e inequívoco de que está aberto ao investimento privado, nacional ou estrangeiro. Essa solenidade atesta, mais uma vez, o sucesso das parcerias que o meu governo tem firmado com a iniciativa privada. Parcerias que vão além do petróleo e do pré-sal”, destacou ela. O leilão teve como vencedor o consórcio formado pelas empresas Petrobras (40%), Shell (20%), Total (20%), CNPC (10%) e Cnooc (10%). O critério que definiu o primeiro colocado na licitação foi o excedente em óleo oferecido pelo consórcio, que ficou em 41,65%. A Petrobras entrou com 10% na oferta, além da sua participação mínima de 30%. Os investimentos partem das empresas vencedoras, e não do Estado.

Leia mais notícias em Economia

De acordo com a Agência Nacional de Petróleo, Gás Nacional e Biocombustíveis (ANP), Libra poderá gerar cerca de R$ 300 bilhões em royalties ao longo de 30 anos de produção. Do total, 75% serão aplicados na educação e 25% na saúde. O consórcio vencedor pagará ainda um bônus de assinatura de R$ 15 bilhões à União. Essa será a primeira experiência do Brasil no regime de partilha da produção. Com cerca de 1,5 mil quilômetros quadrados, o Campo de Libra está localizado na Bacia de Santos, a cerca de 170 quilômetros do litoral do estado do Rio de Janeiro.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Rogério Galhardi
O governo brasileiro poderia aproveitar esta oportunidade e aplicar boa parte destes recursos em desenvolvimento, produção e subsídio nas vendas de veículos com novas tecnologias (carros elétricos), primordialmente! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.