Economia
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Telebras e TIM assinam contrato para troca de fibras ópticas Segundo as empresas, o acordo vai permitir a oferta de banda larga de alta velocidade no interior das regiões Norte e Nordeste e melhorar as redes no Sudeste

Agência Brasil

Publicação: 03/12/2013 18:53 Atualização: 03/12/2013 19:05

Os presidentes da TIM no Brasil, Rodrigo Abreu, e da Telebrás, Caio Bonilha, anunciam parceria que tem como objetivo expandir os serviços de banda larga de alta velocidade no país (Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil)
Os presidentes da TIM no Brasil, Rodrigo Abreu, e da Telebrás, Caio Bonilha, anunciam parceria que tem como objetivo expandir os serviços de banda larga de alta velocidade no país

A Telebras e a TIM assinaram nesta terça-feira (3/12) um contrato de troca de infraestrutura que prevê a cessão recíproca de 2,2 mil quilômetros de fibras ópticas de longa distância. Segundo as empresas, o acordo vai permitir a oferta de banda larga de alta velocidade no interior das regiões Norte e Nordeste e melhorar as redes no Sudeste.

A TIM vai ceder à Telebras fibras ópticas no linhão que liga Tucuruí, no Pará, a Manaus e Tucuruí a Macapá. A Telebras irá ceder à TIM trechos de fibra óptica em áreas estratégicas das regiões Norte, Sudeste e Nordeste.

O presidente da TIM Brasil, Rodrigo Abreu, destacou que as duas empresas serão beneficiadas com a pareceria. “A Telebras e a TIM ganham capilaridade. Vamos fazer com que os investimentos sejam otimizados.” O presidente da Telebras, Caio Bonilha, disse que a parceria vai possibilitar a ampliação do Programa Nacional de Banda Larga em locais isolados da Região Norte.

Leia mais notícias em Economia

No evento, Rodrigo Abreu ressaltou que a TIM Brasil é estratégica para o grupo Telecom Italia e disse que não existe intenção de venda da empresa. “Não existe nenhum processo nem formal, nem informal, nem de solicitação, nem de permuta, nem de sondagem para qualquer tipo de venda ou alienação”, disse.

Em setembro, o grupo espanhol Telefônica, dono da Vivo, anunciou um acordo para aumentar sua participação na Telecom Italia, proprietária da TIM Brasil. Na ocasião, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse que a Telefônica não poderá ter o controle da Vivo e da TIM no Brasil, porque isso é contra a legislação do país.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.