Economia
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Chuva atrasa colheita de cana-de-açúcar e prejudica produção de álcool Comparado aos primeiros 15 dias desse mês, houve um recuo de 9,93% na moagem de 25,77 milhões de toneladas

France Presse

Publicação: 10/12/2013 13:33 Atualização:

São Paulo - O encerramento da safra de cana-de-açúcar vai atrasar em razão do tempo chuvoso, anunciou nesta terça-feira (10/12) a União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica), ao divulgar o desempenho das usinas do Centro-Sul, na segunda quinzena de novembro. Comparado aos primeiros 15 dias desse mês, houve um recuo de 9,93% na moagem de 25,77 milhões de toneladas.

Sobre o mesmo período do ano passado, o volume diminuiu 24,44%. Até o final de novembro, 75 usinas tinham finalizado as atividades ante um total de 94, em 2012. Por meio de nota, o diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues, atribuiu a redução aos problemas climáticos. “A queda na moagem observada na segunda quinzena de novembro se deve à chuva. [Houve dificuldades] na colheita em algumas regiões e, principalmente, [na] moagem em várias unidades produtoras”, disse.

Leia mais notícias em Economia

No entanto, o resultado da produção do começo da safra, em abril até o último dia 1º indica aumento na moagem de 11,61% com 569,88 milhões de toneladas sobre o mesmo período do ano passado, quando foram processados 510,59 milhões de toneladas. Total de 44,11% da cana processada foi reservada à produção de açúcar, proporção menor do que a verificada na primeira quinzena (49,99%) e em igual período do ano passado (50,51%). Isto ocorreu em decorrência da redução da demanda e da remuneração mais vantajosa do etanol no mercado interno, segundo explicou Padua.

Foram produzidos 1,44 milhão de toneladas de açúcar, 21,61% abaixo em relação à quinzena passada. No mesmo período de 2012, haviam sido produzidos 1,83 milhão de toneladas. Já em relação ao etanol, a produção somou 1,12 bilhão de litros nos últimos 15 dias de novembro, 1,4% acima do mesmo período de 2012. Deste total, foram 622,80 milhões de litros de etanol hidratado e 496,11 milhões de litros de etanol anidro. Foram produzidos, desde o início da safra, 24,25 bilhões de litros de etanol o que significa um aumento de 18,95% sobre a quantidade em igual período de 2012. Já com referência ao açúcar foram 33,14 milhões de toneladas, semelhante à produção em 2012 (32,91 milhões de toneladas).

A comercialização de etanol alcançou no período acumulado 17,47 bilhões de litros ante 15,00 bilhões de litros no mesmo período de 2012 com alta de 16,51%). Desse total, 2,24 bilhões de litros seguiram para as exportações e os 15,23 bilhões de litros destinados ao mercado interno apresentaram um avanço de 23,94% .

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: LUIZ SILVA
Não faz diferença, o preço jamais vai abaixar. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.