Economia
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Brasileiros poderão pedir visto para passar um ano como turista na França A iniciativa de pedir a concessão desse tipo de visto foi, aliás, dos franceses, não dos brasileiros. Baseia-se em outro acordo estabelecido neste ano pelo governo brasileiro com a Nova Zelândia que tem as mesmas características, e também foi uma proposta vinda de fora.

Paulo Silva Pinto

Publicação: 11/12/2013 13:19 Atualização:

Jovens brasileiros poderão em breve pedir um visto para passar um ano como turista na França com autorização de buscar trabalho, ajudando no pagamento das despesas no país. Isso será possível graças a um acordo a ser assinado amanhã durante a visita do presidente do país europeu, François Hollande, a Brasília.

Esse tipo de visto deverá estar disponível dentro de aproximadamente um ano, pelas estimativas do Ministério das Relações Exteriores, o Itamaraty. Precisará da aprovação do Congresso Nacional, já que estabelece a reciprocidade para os franceses no Brasil, algo que precisa ser reconhecido na forma de lei.

Leia mais notícias em Economia

A iniciativa de pedir a concessão desse tipo de visto foi, aliás, dos franceses, não dos brasileiros. Baseia-se em outro acordo estabelecido neste ano pelo governo brasileiro com a Nova Zelândia que tem as mesmas características, e também foi uma proposta vinda de fora. O país da Oceania é uma das principais origens dos “mochileiros”, turistas que em geral têm menos de 30 anos, viajam com baixo orçamento e muitas vezes optam por ficar longos períodos nos destinos, interagindo com a população local.

O acordo será assinado na manhã de quinta-feira pelo ministro da Relações Exteriores do Brasil, Luiz Alberto Figueiredo, e por Laurent Fabius, que tem esse cargo no governo francês, no Palácio do Planalto, diante da presidente Dilma Rousseff e de Hollande. É um dos 12 tratados e acordos a serem assinados, de acordo com a previsão do Itamaraty, ainda sujeita a alteração.

A lista inclui outros itens que interessam os brasileiros mais jovens. Um deles estabelece um programa para estágios de 500 estudantes em empresas na França e mais 500 vagas em empresas francesas no Brasil. Haverá também um acordo para a difusão da língua francesa no Brasil, do qual participa o Ministério da Educação. Com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), será estabelecida cooperação técnica para a produção de uma vacina destinada à prevenção de sete doenças (heptavalente). Outros documentos estabelecem cooperação técnica entre os ministérios das Agricultura, Esporte e Trabalho com os órgãos franceses equivalente.

A visita de Estado que Hollanda faz ao Brasil vai durar dois dias. Ele chegará na manhã de quinta-feira e já partirá para a inauguração de novas instalações da escola francesa em Brasília; participará de um encontro com empresários brasileiros e franceses promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pela entidade equivalente na França; e se reunirá com Dilma no Planalto, de onde seguirão para um almoço no Itamaraty. De lá, Hollande irá para a Embaixada da França, onde terá um encontro privado com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ainda à tarde participará de um evento sobre a difusão da língua francesa e de lá seguirá para a Base Aérea, onde embarcará para São Paulo. Na sexta, ele se encontrará com o governador Geraldo Alckmin e com empresários e seguirá para a Guiana Francesa, de onde viajará de volta a Paris.
Tags:

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: eliza cristina de araujo
Os tempos mudam né? quando em 2010 fiz apenas uma escala em Paris, os tais franceses me trataram com desdém quando viram o meu passaporte brasileiro, agora que estão de olho nos empregos dos brasileiros, querem facilitar a nossa ida pra lá. Quanta ironia!! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.