Economia
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Brasil está bem posicionado no processo de superação da crise internacional A avaliação é do presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini. Segundo ele, depois de cinco anos da crise financeira internacional, esse processo de transição se iniciou, mas não há sincronização entre as economias do mundo

Agência Brasil

Publicação: 12/12/2013 10:58 Atualização: 12/12/2013 11:16

Presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, durante entrevista em seu gabinete (Gustavo Moreno/CB/D.A Press)
Presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, durante entrevista em seu gabinete

O Brasil tem experimentado “um gostinho” das oscilações nos mercados internacionais, no atual processo de normalização das condições financeiras e monetárias internacionais. A avaliação é do presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini que, na manhã desta quinta-feira (12/12), participou de confraternização com jornalistas.

“A gente tem sentido um gostinho dessa volatilidade que se instalou nos mercados internacionais desde meados de maio, com altos e baixos. Mas é a volatilidade do bem no sentido que isso vem em função de um início de processo de normalização das condições financeiras e monetárias internacionais”, disse.

Segundo Tombini, depois de cinco anos da crise financeira internacional, esse processo de transição se iniciou, mas não há sincronização entre as economias do mundo. Mas, ele destacou que os Estados Unidos, a principal economia do mundo, já avançaram nesse processo de normalização. “Há uma transição para um mundo melhor, no sentido que a economia global deve apresentar recuperação em relação aos últimos cinco anos. O comércio internacional deve se beneficiar. E países como o nosso poderão aproveitar daqui para frente”, disse.

Tombini enfatizou que o Brasil está “bem posicionado” para passar por esse período da “forma mais tranquila possível”. Ele acrescentou que o BC cumprirá os objetivos manter a política monetária e a estabilidade do sistema financeiro.

Leia mais notícias em Economia

O presidente do BC também disse que a inflação acumulada nos 12 meses vem caindo, nos últimos cinco meses e “isso vai continuar”. “O Banco Central tem estado em todo esse período vigilante no sentido de fazer isso acontecer”, destacou.

Tombini destacou ainda que o país está avançando para acelerar a recuperação e a construção da infraestrutura. “Um elemento importante para frente são os investimentos. O país está colocando uma ênfase grande na questão da infraestrurura e da logística”, disse.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: GILMAR DA SILVA
BRASIS Nem tudo é festa!!! Temos uma economia politica, não técnica. Inflação não se combate por decreto. Sem ceticismo, a maquiagem do superavit e gestão pifia desse governo ( caso libra ) não convence. Na politica os acordismos ( tipo trustes ) cinicos afrontam a Constituição,como um estelionato. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.