Economia
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Dilma: Brasil e Mercosul estão prontos para fazer oferta comercial à UE Rousseff deu sua declaração junto ao presidente da França, François Hollande, em um evento de grandes empresários franceses e brasileiros em São Paulo

France Presse

Publicação: 13/12/2013 16:34 Atualização:

A presidente brasileira, Dilma Rousseff, afirmou nesta sexta-feira (13/12) que o Brasil e o Mercosul já estão prontos para fazer sua oferta para um acordo comercial com a União Europeia e pediu que esta seja realizada em janeiro.

"Brasil e Mercosul estão prontos para fazer sua oferta comercial. Esperamos que a troca das ofertas seja realizada em janeiro", disse Rousseff.

Rousseff deu sua declaração junto ao presidente da França, François Hollande, em um evento de grandes empresários franceses e brasileiros em São Paulo.

A troca de ofertas de abertura comercial entre a União Europeia e o Mercosul, inicialmente prevista para dezembro, foi adiada para janeiro, a pedido da Europa, porque "a UE não tinha (a oferta) pronta", informou na quarta-feira o chanceler brasileiro, Luiz Alberto Figueiredo.

"Nossa oferta estaria pronta este ano, como acordado", afirmou Figueiredo.

Leia mais notícias em Economia

A troca de ofertas é chave para o avanço da negociação para um acordo comercial entre Europa e Mercosul (Argentina, Brasil, Uruguai, Venezuela e Paraguai em processo de reincorporação). Essa negociação foi aberta em 2010, após seis anos de paralisação.

O presidente da Federação de Indústrias de São Paulo, Paulo Skaf, intercedeu junto a Hollande por esse acordo, no fórum que recebeu os presidentes das principais empresas francesas.

"Presidente Hollande, para que possamos dar um importante passo à frente nesta relação (econômica entre França e Brasil), é fundamental que o acordo entre o Mercosul e a União Europeia prospere", disse Skaff, que pediu o empenho da França nesse sentido.

Hollande afirmou na véspera, em um discurso à imprensa, após de reunir com Rousseff, que "estamos comprometidos para que as discussões Mercosul-UE possam ser feitas rapidamente".

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.