Economia
  • (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Candidatos denunciam falha na fiscalização durante o concurso do STF De acordo acordo com o site do Cespe, é proibido o candidato portar qualquer aparelho eletrônico, inclusive, telefone celular durante o exame

Guilherme Araújo

Publicação: 15/12/2013 14:40 Atualização: 15/12/2013 18:57

 (Geyzon Lenin/Esp.Cb/DA Press)

Os candidatos que fizeram a prova para os cargos de analista judiciário do Supremo Tribunal Federal (STF) na manhã deste domingo (15/12) reclamaram da falha na fiscalização feita por fiscais do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe) na sala 18 do Centro Educacional Sigma, na quadra 910 da Asa Norte,em Brasília.

A servidora pública Alessandra Braga de Júlio, 25, fez a prova na sala 18 e comentou que uma canditada não entregou o celular, que tocou várias vezes durante o exame, para o fiscal antes da prova. "Achei bem estranho porque o fiscal apenas recolheu o celular e colocou dentro de um saco plástico e a estudante continuou fazendo a prova", comenta a sevidora. Outra candidata que fez o exame na mesma sala observou que o celular tocou mais de três vezes e o barulho chegou a incomodar as outras pessoas que estavam participando do concurso.

Leia mais notícias em Economia

De acordo com o site do Cespe, é proíbido o candidato portar qualquer aperelho eletrônico, inclusive, telefone celular durante o exame. Se a pessoa for pega durante a prova com algum ítem proibido pelo Cespe, o candidato deve ser eliminado. Além disso, o Cespe afirma rastrear a vizinhança ao redor do local de prova na tentativa de evitar contato eletrônico entre candidatos e pessoas externas.

O Correio entrou em contato com o Cespe e, segunto o órgão, os fiscais da sala foram acionados para explicar o que aconteceu. A assessoria de imprensa afirmou que não houve nenhum problema na fiscalização e explicou que quando um aparelho telefônico já confiscado pelos fiscais desperta, o celular é encaimnhado para a coordenação e apenas ao final da prova o candidadto poderá tê-lo de volta.

Se inscreveram no concurso 37.168 candidatos de todo o país. São 34 vagas oferecidas pelo STF devido a aposentadoria ou vacância de funcionários do órgão. O edital foi publicado no Diário Oficial da Unial no dia 14 de outubro.
Tags:

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: Aurindo Silva
Com exceção de uma moça batendo o pé na minha carteira que tive que reclamar e dos famintos que vão sem tomar café e ficam fazendo barulho com as embalagnes de biscoitos e chocolates, o resto correu tudo tranquilo. Eu também estava lá! | Denuncie |

Autor: jackson freire
Para os incompetentes toda desculpa vale para tentar anular concurso. rsrs... | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.