Economia
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Petróleo fecha em alta em Nova York a 97,48 dólares o barril No New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril de "light sweet crude" (WTI) para entrega em janeiro subiu 88 centavos

France Presse

Publicação: 16/12/2013 18:47 Atualização: 16/12/2013 19:02

Nova York - Os preços dos contratos futuros de petróleo cotados em Nova York subiram liquidamente nesta segunda-feira, diante da continuação do bloqueio em terminais do leste da Líbia, importante produtor de petróleo no Oriente Médio.

 

No New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril de "light sweet crude" (WTI) para entrega em janeiro subiu 88 centavos, ficando em 97,48 dólares. Em Londres, o Brent do mar do Norte para entrega em janeiro ganhou 1,64 dólar, fechando em 110,47 dólares.

O fato de que a produção petroleira líbia continua fora do mercado mundial é a grande história do dia", considerou o analista independente Andy Lipow. O bloqueio dos principais terminais de petróleo do leste da Líbia se mantém e não foi suspenso como estava previsto, informou domingo o chefe dos guardas que bloqueiam essas instalações há vários meses para pedir a autonomia da região.

Leia mais notícias em Economia

"Os três terminais de Es Sider, Ras Lanuf, e Zueitina, tem uma capacidade de exportação de entre 650 mil e 900 mil barris diários", disse Robert Yawger da Mizuho Securities USA. O preço do petróleo também se beneficiou por indicadores de bom desempenho no mundo, um bom presságio para o consumo de energia.

Na Ásia, o índice de confiança das grandes indústrias japonesas alcançou seu maior nível em seis anos.

Na zona do euro, a atividade privada acelerou em dezembro depois de dois meses de desaceleração.

Nos Estados Unidos a produção industrial se recuperou liquidamente mais que o previsto em novembro, superando pela primeira vez o nível de dezembro de 2007, antes da recessão.

Esses bons indicadores se unem a outros dados favoráveis sobre a economia norte-americana publicados nas últimas semanas e que alimentaram especulações sobre um eventual endurecimento iminente das medidas de ajuda do Federal Reserve, das quais se beneficiou amplamente o mercado desde o começo do ano. O Comitê de Política Monetária do Fed se reúne terça e quarta-feira.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.