Economia
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Contran rejeita pedido para fabricação da Kombi para os próximos anos Conselho Nacional de Trânsito não permite que veículo seja fabricado sem air bag e freio ABS pondo fim à longa história do utilitário no país

Bárbara Nascimento

Publicação: 19/12/2013 08:34 Atualização: 19/12/2013 08:37

 (Ricardo Hirae/Divulgacao)

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) rejeitou o pedido do setor automotivo de prorrogar a fabricação da Kombi por mais dois anos, sem que a indústria inclua no veículo o air bag e o freio ABS, que passarão a ser obrigatórios em todos os modelos produzidos no país a partir de 2014. Com isso, o utilitário encerrará sua longa história no Brasil, já que ele não comporta nenhum desses equipamentos de segurança.

Leia mais notícias em Economia

O argumento da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) e do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em reunião com o Contran na tarde de ontem, é de que, com a extinção da linha de montagem, 900 empregos serão prejudicados diretamente. O sindicato já havia comunicado ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, que, indiretamente, o fim da Kombi implicaria perda de até 20 mil empregos. Mesmo assim, o entendimento dos conselheiros foi de que a imposição do padrão de segurança é mais importante.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.