Economia
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Confira guia do Correio Braziliense para ter uma vida financeira saudável Gastar bem e poupar é a receita para melhorar suas finanças

Victor Martins

Publicação: 29/12/2013 07:00 Atualização:

O dinheiro está relacionado aos desejos e às necessidades humanas. Bem empregado, ele é um instrumento para tornar o cotidiano possível e, ao mesmo tempo, mais fácil. Para isso, o sistema financeiro oferece ferramentas que podem ajudá-lo a esticar a renda, tornar o presente mais agradável e permitir uma vida tranquila no futuro. O fundamental é saber usar bem os recursos disponíveis e aprender a poupar. Para quem ainda não tem esse hábito, e também para aqueles que já sabem fazer o salário durar, pelo menos, o mês todo, o Correio preparou uma série de reportagens especiais. Elas não fornecem apenas dicas sobre investimentos, mas sugerem ao leitor uma mudança de rotina com o objetivo de ajudá-lo a administrar melhor suas finanças.

Medidas radicais, no entanto, quase nunca são as mais eficazes, principalmente a longo prazo. Especialistas explicam que, para emagrecer, por exemplo, dietas que cortam quase todos os alimentos podem ter efeitos aparentemente excelentes a curto prazo, mas dificilmente permitem resultados duradouros. Com o tempo, as pessoas voltam à velha forma e, não raro, acabam em pior estado do que no início do tratamento. O mesmo vale para a vida financeira. A repressão intensa do consumo, a obsessão pela poupança a qualquer custo, a abnegação de todos os prazeres não vão deixá-lo rico ou, se levarem a isso, o custo pode ser infelicidade e solidão.

Consumir é uma necessidade. No entanto, é preciso buscar alguma disciplina. Para esticar o dinheiro, é preciso ter uma noção dos gastos mensais. Um bom ponto de partida é fazer um orçamento, relacionando todos os recursos que entram na conta bancária e tudo o que é gasto mensalmente. É algo que pode ser feito em uma simples caderneta. Os mais modernos podem encontrar tabelas e planilhas na internet, e existem ainda aplicativos para smartphones que possibilitam esse registro. Se as despesas superarem a renda do mês, deve-se repensar alguns hábitos de consumo ou, se possível, aumentar os ganhos para sair do vermelho.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.