publicidade

Moody's avalia Brasil para decidir se rebaixa nota de crédito do país

Em relatório, a companhia disse que espera um crescimento de pelo menos 2% do PIB em 2014 e um superavit primário nas contas públicas equivalente a 2% do PIB

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 07/01/2014 09:00 / atualizado em 07/01/2014 10:24

A agência de classificação de risco Moody’s informou nessa segunda-feira (6/1) que vai analisar o desempenho do primeiro semestre para decidir se altera o rating da economia brasileira— o que pode resultar no rebaixamento da nota atribuída ao país. Em relatório, a companhia disse que espera um crescimento de pelo menos 2% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2014 e um superavit primário (economia para pagamento dos juros da dívida) nas contas públicas equivalente a 2% do PIB. Atualmente, o Brasil tem avaliação “Baa2”, com perspectiva estável.

A Moody’s é a segunda grande agência a considerar a possibilidade de rebaixar a nota brasileira, devido à fragilidade dos resultados fiscais e ao baixo crescimento econômico. Em meados do no passado, a Standard & Poor’s colocou o rating do país em perspectiva negativa. A perda de posições no ranking das agências implica maior dificuldade para captar recursos nos mercados e o encarecimento do crédito, não só para o governo, mas também para as empresas nacionais. Além disso, pode contribuir para a alta do dólar diante do real. No momento, o país mantém o chamado grau de investimento, ou seja, ainda é considerado um porto seguro para o capital de bancos, fundos e companhias estrangeiras.

Leia mais notícias em Economia

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade