Economia
  • (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Infraero é multada pelo Procon por irregularidades em aeroportos do Rio Para a secretária de Proteção e Defesa do Consumidor, Cidinha Campos, "omitir-se em caso de segurança, como está ocorrendo no aeroporto Tom Jobim, é motivo para mandar prender os responsáveis"

Agência Brasil

Publicação: 07/01/2014 18:08 Atualização:

Rio de Janeiro - Um dia após multar a Empresa de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) por irregularidades no Aeroporto Internacional Galeão/Antonio Carlos Jobim, agentes do Procon do Rio fiscalizaram nesta terça-feira (7/1) o Aeroporto Santos Dumont e também encontraram falhas.

A ação do órgão foi motivada pelo acidente ocorrido no último sábado (4/1), quando a menina argentina Camila Palacios, de 3 anos, caiu do vão entre a escada rolante e o guarda-corpo no mezanino do terminal. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, Camila está lúcida e continua internada no Centro de Terapia Intensiva (CTI) para observação, mas ainda não tem previsão de alta.

Leia mais notícias em Economia

No Galeão, além da irregularidade do espaço entre a escada rolante e o guarda-corpo, os agentes do Procon encontraram outros vãos fora da metragem de segurança na maior parte das escadas rolantes, problema similar ao do local do acidente. Alguns deles tinham espaço superior a 19 centímetros, podendo ser ultrapassado até por um adulto.

Para a secretária de Proteção e Defesa do Consumidor, Cidinha Campos, “omitir-se em caso de segurança, como está ocorrendo no aeroporto Tom Jobim, é motivo para mandar prender os responsáveis.”

A Infraero também foi autuada por outras irregularidades no Galeão. Segundo o Procon, quatro elevadores e três bebedouros não estavam funcionando, a canaleta de alumínio da esteira estava solta, causando risco aos usuários, o banheiro para deficientes estava trancado e o ar-condicionado não funciona em dois setores do Terminal 1, na área de embarque.

No Aeroporto Santos Dumont, os agentes do Procon constataram problemas na prestação de serviços aos usuários e as condições de segurança do local. De acordo com o órgão, o terminal não apresenta problemas com a distância entre o guarda-corpo e as escadas rolantes, mas uma delas estava inoperante no setor de embarque que leva do segundo ao terceiro piso e o ar-condicionado funcionava precariamente na área de embarque.

A assessoria da Infraero informou que recebeu a notificação do Procon. O documento será analisado. A empresa vai se manifestar dentro do prazo estipulado pelo órgão. Sobre o acidente, a Infraero informou que está elaborando laudos técnicos para que sejam feitas as correções necessárias, mas que ainda não tem previsão de obras no local.

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: dimas moreira
Não só deve ser preso como também deve o próprio, pagar os custos que a família está tendo. Em Brasília, estão fazendo falta "PROCONistas" assim, como Cidinha. | Denuncie |

Autor: Antonio Silva
A Infraero é um dos maiores expoentes de incompetencia no Brasil | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas