Economia
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Ministro da Agricultura anuncia safra recorde de 200 milhões de toneladas Antônio Andrade disse que Brasil deve superar EUA este ano e se tornar maior produtor mundial de soja

Simone Kafruni

Publicação: 09/01/2014 11:11 Atualização: 09/01/2014 11:21

Brasil deve superar os Estados Unidos na produção de soja (Gustavo Moreno/CB/D.A Press)
Brasil deve superar os Estados Unidos na produção de soja
Na divulgação do quarto levantamento da safra brasileira de grãos, o ministro da Agricultura, Antônio Andrade, afirmou, nesta quinta-feira (9/1), que a estimativa para 2014 é de uma produção de 196,7 milhões de toneladas de grãos, com a real possibilidade de atingir o recorde histórico de 200 milhões de toneladas. Andrade destacou que o principal motivo para o otimismo é o aumento na produtividade da soja, que pode alcançar 95 milhões de toneladas este ano, o que deve tornar o Brasil o maior produtor mundial do grão, superando os Estados Unidos.

“O Brasil está ocupando o espaço que lhe é devido, como o maior produtor de alimentos do mundo”, disse o ministro. O aumento estimado na área total plantada é de 4%. Já na produção, a expansão deve ser de 5,2%. “Os produtores estão conseguindo ganhos de produtividade expressivos”, ressaltou Andrade.

Leia mais notícias em Economia

Os números apresentados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) foram um pouco menores do que os projetados pelo ministro. Para a soja, a estimativa é de 90,3 milhões de toneladas na safra 2013/2014. “A soja teve um aumento de produtividade por questões climáticas e também por inovações tecnológicas. Por isso, é bem possível que a nossa estimativa inicial, de 196,7 milhões de toneladas, seja superada. O ministro costuma acertar nas suas projeções.”, garantiu o presidente da Conab, Rubens Rodrigues dos Santos.

Já a primeira safra do milho terá uma redução de 5,9%, caindo das 34,8 milhões de toneladas em 2012/2013 para 32,8 milhões de toneladas em 2013/2014. A seca de 12 a 15 dias que afetou o Rio Grande de Sul, o Oeste de Santa Catarina e o Paraná, grandes produtores de milho, afetou a floração do grão. “Para a soja, o efeito do veranico foi positivo", explicou Neri Geller, secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura.

O ministro ainda anunciou a recuperação do preço do café e a abertura do mercado da China para as exportações de milho do Brasil. “Hoje, a China já é o destino de mais de 50% das exportações de soja. Agora, vai comprar também o nosso milho”, garantiu Andrade.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: José A. S. Neto
Setor Agrícola sempre quebrando recordes de produção, sempre buscando novas tecnologias, etc. - - - enquanto isso, setor industrial SÓ QUEDA DE PRODUÇÃO D-E-L-I-B-E-R-A-D-A. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.