publicidade

Números decepcionantes do emprego nos Estados Unidos afetam Wall Street

O Dow Jones caiu 0,05%, e o Nasdaq subiu 0,44%

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 10/01/2014 22:18

France Presse

Nova York - Wall Street fechou sem uma direção definida nesta sexta-feira, após a divulgação de um relatório decepcionante sobre o emprego nos Estados Unidos, o que estimulou os temores de uma mudança brusca na política monetária de Washington.

O Dow Jones caiu 0,05%, e o Nasdaq subiu 0,44%. Segundo os resultados definitivos do fechamento, o Dow Jones perdeu 7,71 pontos, situando-se nas 16.437,05 unidades, mas o Nasdaq avançou 18,47 pontos, nas 4.174,66 unidades.

O índice ampliado S&P 500 subiu 0,23% (+4,24 pontos), em 1.842,37. Depois de passar por território negativo, os índices da Bolsa de Nova York seguiram trajetórias contrastantes nesta sexta. Os investidores tiveram dificuldades para se situar, após a divulgação de um relatório-chave sobre a situação do emprego nos Estados Unidos.

A criação de postos de trabalho no país em dezembro foi abaixo do esperado, com 74 mil novas vagas, contra a previsão de 197 mil. "Trata-se do pior número desde janeiro de 2011", disseram analistas da empresa de corretores da Bolsa Charles Schwab. Para eles, o relatório foi "amplamente inferior ao esperado".

Wall Street "está tentando assumir uma opinião sobre esse informe. Por um lado, a economia americana não parece tão sólida quanto se pensava, e isso é preocupante. Por outro, um bom número em matéria de emprego teria acelerado os temores de uma redução brutal das compras de ativos por parte do Fed (o Banco Central americano)", resumiu Sam Stovall, da Standard and Poor's Capital IQ.

No mercado de obrigações, o rendimento dos bônus do Tesouro para dez anos caiu para 2,860%, contra os 2,963% de quinta-feira à noite, e o de 30 anos se reduziu para 3,796%, contra os 3,873% anteriores.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade