Economia
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Federal Reserve deve acelere a redução do apoio monetário à economia Por outro lado, destacou o excesso de reservas no sistema bancário que poderia fazer com que os bancos, uma vez que as taxas aumentem, achem mais vantajoso emprestar e investir que conservar estas reservas

France Presse

Publicação: 14/01/2014 19:35 Atualização:

Um membro do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano) se manifestou nesta terça-feira (14/1) a favor de que a instituição acelere a redução do apoio monetário à economia por meio da recompra de ativos anunciada no mês passado.

Charles Plosser, presidente da sede regional do banco na Filadélfia (Pensilvânia, nordeste), integrante com voto no Comitê de Política Monetária (FOMC) este ano, considerou que o Fed "enfrenta desafios consideráveis para normalizar a política" monetária.

Se o banco reduzir em 10 bilhões de dólares suas compras mensais de títulos do Tesouro e títulos hipotecários destinados a sustentar a economia, o Fed poderia encerrar sua política não convencional "no final de 2014", explicou Plosser.

"Minha preferência seria que concluíssemos as compras mais cedo", acrescentou, considerando, contudo, que a decisão tomada em meados de dezembro é "um passo na direção correta".

Plosser considerou que a economia dos Estados Unidos alcançou um dos critérios necessários para uma normalização da política monetária, um "progresso substancial" em termos de emprego, mesmo que a criação de novos postos de trabalho em dezembro tenha sido decepcionante.

"Devemos retornar a um modo operacional em que as taxas de juros sejam nosso instrumento de política monetária", acrescentou.

Leia mais notícias em Economia

Plosser considerou também que o tamanho do balanço do Fed, que aumentou a quatro bilhões de dólares com essas compras de ativos, "deverá ser reduzido (...) e voltar a ser um portfólio exclusivamente de títulos do Tesouro".

Por outro lado, destacou o excesso de reservas no sistema bancário que poderia fazer com que os bancos, uma vez que as taxas aumentem, achem mais vantajoso emprestar e investir que conservar estas reservas.

Neste caso, para evitar um reaquecimento, "poderia ser necessário" para o Fed "aumentar as taxas antes do previsto". Plosser manifestou sua preocupação porque, neste cenário, um Fed "submisso às pressões políticas" não reagiria tão rápido como seria necessário.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.