publicidade

Leilão de concessão dos aeroportos do Galeão e de Confins é homologado

Os dois terminais movimentam 14% do total de passageiros do país, 10% da carga e 12% das aeronaves do tráfego aéreo brasileiro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 24/01/2014 12:10

Agência Brasil

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) homologou o leilão de concessão dos aeroportos internacionais do Rio de Janeiro/Galeão - Antonio Carlos Jobim/Galeão e Tancredo Neves – Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte. A decisão foi publicada nesta sexta-feira (24/1) no Diário Oficial da União.

A comissão de licitação confirmou a concessão do Aeroporto do Galeão para o consórcio Aeroportos do Futuro, cujo lance foi R$ 19 bilhões. Para Confins, o maior lance foi do consórcio Aerobrasil, R$ 1,4 bilhão, que também teve a concessão confirmada. O leilão ocorreu em 22 de novembro.

Leia mais notícias em Economia

Juntos, os dois aeroportos movimentam 14% do total de passageiros do país, 10% da carga e 12% das aeronaves do tráfego aéreo brasileiro. Atualmente, o Galeão movimenta, por ano, cerca de 17,5 milhões de passageiros. O prazo de concessão será 25 anos, podendo ser prorrogado uma vez, por mais cinco anos. Segundo a Anac, a expectativa é que 60 milhões de passageiros utilizem o aeroporto em 2038, ano em que acaba a concessão.

Em relação a Confins, o prazo de concessão será 30 anos, também com possibilidade de prorrogação por mais cinco anos. Atualmente, o movimento é 10,4 milhões de passageiros por ano, e ao fim da concessão, a expectativa é 43 milhões de passageiros utilizando o aeroporto anualmente.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade