Economia
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Cidade próxima a Goiânia, Trindade entra no roteiro dos fiéis Construção do novo templo, com o dobro da capacidade, já custou R$ 10 milhões

Diego Amorim

Publicação: 27/01/2014 06:15 Atualização: 27/01/2014 09:23

A basílica é visitada anualmente por mais de 4 milhões de peregrinos, sendo 20% de fora de Goiás. Eles deixam cerca de R$ 80 milhões no município (Monique Renne/CB/D.A Press - 18/1/14)
A basílica é visitada anualmente por mais de 4 milhões de peregrinos, sendo 20% de fora de Goiás. Eles deixam cerca de R$ 80 milhões no município


Trindade (GO)
— A 230km de Brasília, a devoção ao Divino Pai Eterno tirou uma cidade do anonimato, criou oportunidades de emprego e renda para a população local, atraiu investimentos públicos e instalou um futuro de prosperidade nunca antes imaginado. Hoje pertencente à região metropolitana de Goiânia, o município de Trindade surgiu e se sustenta pelo vaivém de romeiros, que não se restringe à época do principal festejo, entre junho e julho. É um clássico exemplo de como a fé — e o dinheiro gerado em torno e a partir dela — consegue revolucionar a economia de uma localidade.

Todo mês, centenas de caravanas chegam a Trindade, onde a peregrinação constante forçou, nos últimos anos, uma explosão de restaurantes e pousadas para acolher os turistas. O número de visitantes tem crescido a cada ano: em 2013, foram 4 milhões, sendo 20% de outros estados, principalmente Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. Levando em conta que cada fiel de fora passa ao menos uma noite na cidade e gasta, em média, R$ 100 no passeio, somam-se R$ 80 milhões movimentados por ano apenas pelos não goianos.

Leia mais notícias em Economia


A basílica de Trindade é a única no mundo dedicada ao Pai Eterno, devoção católica de 174 anos. Podendo abrigar até 5 mil pessoas, o espaço ficou pequeno e um novo templo com o dobro da capacidade está sendo erguido desde 2012 com a doação dos fiéis. Ainda sem data para ser concluído, o megaprojeto já consumiu R$ 10 milhões. “Faça sua contribuição material, para que possamos continuar levando o amor do Pai Eterno a todo o Brasil”, pede o padre durante a missa lotada e transmitida pela televisão (há quatro câmeras espalhadas pela igreja).

 

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

 

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.