publicidade

Governo tenta barrar projeto que altera débitos de estados e municípios

Os parlamentares cobraram um encontro ainda hoje com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, de quem querem ouvir argumentos consistentes para adiarem a votação

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 05/02/2014 08:38

Antonio Temóteo

A possibilidade de o Senado votar ainda ontem o Projeto de Lei Complementar nº 99, que muda a correção das dívidas de estados e municípios, pôs o Palácio do Planalto em estado de alerta. Depois de fazer vista grossa e deixar o texto tramitar sem problemas, o governo agiu para conter os ânimos dos senadores, temendo que o país tenha a nota rebaixada pelas agências de classificação de risco, o que seria um baque para a candidatura à reeleição da presidente Dilma Rousseff.

Ueslei Marcelino/Reuters

Na tentativa de tirar o projeto da pauta, a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, foi obrigada a fazer um périplo pelo Senado. Mas saiu de lá sem a garantia de que terá o pedido atendido. Os parlamentares cobraram um encontro ainda hoje com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, de quem querem ouvir argumentos consistentes para adiarem a votação. Mas Mantega declinou. Os senadores terão de se contentar com Ideli.

Leia mais notícias em Economia

Diante da recusa de Mantega, os parlamentares estão mais propensos a ouvir governadores e prefeitos, que veem na mudança da correção das dívidas uma forma de reduzirem as despesas com juros e de abrirem espaço para investimentos em obras.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

publicidade

publicidade