Economia
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Terceiro carregamento de agentes químicos da Síria deixa o país Cargueiro saiu da Síria escoltado por navios chinês, dinamarquês, norueguês e russo

France Presse

Publicação: 10/02/2014 14:18 Atualização:

Damasco - Uma terceira carga de agentes químicos foi retirada nesta segunda-feira (10/2) da Síria para ser destruída, como parte de um acordo com o regime sírio, anunciou a missão conjunta ONU-Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ).

"Um terceiro carregamento de armas químicas foi retirado hoje da Síria. Ele foi embarcado em um cargueiro norueguês", anunciou a missão em um comunicado.

O cargueiro foi escoltado por navios chinês, dinamarquês, norueguês e russo. Além desta transferência, "alguns agentes químicos foram destruídos dentro do território sírio", indicou a missão.

O comunicado elogia o "progresso concluído" e "encoraja a Síria a acelerar o transporte de produtos químicos em grandes quantidades e de forma regular e sistemática" para completar a destruição do arsenal de armas químicas sírio.

O regime de Damasco foi recentemente criticado por não ter cumprido o prazo de entrega de seus estoques de agentes químicos, que podem tornar-se gases mortais quando misturados.

Leia mais notícias em Mundo

Em 6 de fevereiro, o Conselho de Segurança das Nações Unidas emitiu uma advertência ao regime sírio, pedindo-lhe para "cumprir suas obrigações" e acelerar o transporte de armas químicas para fora da Síria.

A Síria deve eliminar todas as suas armas químicas até 30 de junho de 2014, com base num acordo alcançado em setembro entre os Estados Unidos e a Rússia para evitar um ataque americano, em resposta a um ataque químico devastador.

O calendário da destruição deste arsenal foi estabelecido pela ONU em uma resolução que estabelece sanções ou recurso à força militar, em caso de não cumprimento. Antes do anúncio deste terceiro carregamento, Washington estimou que menos de 5% dos produtos químicos mais perigosos tinham sido retirados da Síria.

Estes produtos químicos devem ser transportados para o porto italiano de Gioia Tauro, onde serão carregados em um navio especialmente equipado da Marinha dos Estados Unidos para destruí-los.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas