publicidade

Carnaval pesa no bolso dos foliões; preços de passagens surpreendem

Procura por pacotes turísticos rumo ao exterior também está em alta, e quem pretende aproveitar o feriado prolongado, mas prefere fugir da festa do Rei Momo, precisa correr

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 14/02/2014 11:09

Simone Kafruni

Os foliões mais desprevenidos podem preparar o bolso. Os preços das passagens aéreas para os destinos turísticos mais procurados no carnaval estão nas alturas. Alguns voos — de ida e volta — passam de R$ 5 mil por pessoa, e já faltam assentos para sair de Brasília até na sexta-feira, 28 de fevereiro. A procura por pacotes turísticos rumo ao exterior também está em alta, e quem pretende aproveitar o feriado prolongado, mas prefere fugir da festa do Rei Momo, precisa correr.

O vice-presidente de Relações Internacionais da Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav), Leonel Rossi Júnior, afirmou que a maioria dos pacotes de carnaval já foi vendido. “Ainda há alguma coisa para o Nordeste do Brasil, o Chile e Orlando, nos Estados Unidos, mas para Buenos Aires, na Argentina, por exemplo, não existem mais opções. Nem mesmo a alta do dólar intimidou os brasileiros.

Quem gosta de viajar continua aproveitando os feriados para fazer turismo”, disse. Os destinos domésticos favoritos neste carnaval, segundo a Abav, foram, mais uma vez, Rio de Janeiro e Salvador. No exterior, além de Buenos Aires, Nova York, Orlando e Miami lideram o ranking dos queridinhos. Rossi alertou que quem deixa para a última hora vai pagar mais.

 
Leia mais notícias em Economia

“A cabine das aeronaves tem 12 tarifas. Conforme o avião vai lotando, os preços vão subindo”, afirmou. Ontem, nos sites das principais companhias aéreas nacionais, havia passagens de Brasília com destino ao Rio de Janeiro por até R$ 5 mil (veja quadro). Para Salvador, Recife e Fortaleza, o valor chegava a R$ 4,5 mil e, para Florianópolis, quase R$ 4 mil. Por isso, a dica dos economistas é pesquisar. E muito. 


A Avianca, por exemplo, estabeleceu o teto de R$ 999 por trecho desde 1º de fevereiro, e a medida vale a todos os feriados prolongados até o fim da Copa do Mundo. Isso garante ao passageiro uma viagem de ida e volta por, no máximo, R$ 1.998, não incluídas as tarifas de embarque. A pesquisa do Correio apontou ainda que, na Gol Linhas Aéreas, já não há assentos para Salvador, Porto Seguro e Florianópolis com saída da capital federal na sexta-feira de carnaval.

A assessoria de imprensa da empresa confirmou a indisponibilidade para os dois primeiros destinos, mas alegou que, para a capital catarinense, existem passagens, embora no site não houvesse opções. “A demanda está muito alta”, justificou a assessoria.

Voos extras

Para atender a procura maior, a TAM reforçou a malha aérea para o carnaval. No mercado doméstico, a empresa aumentou a oferta em 52 voos extras entre 27 de fevereiro e 10 de março. Somente o Nordeste (Fortaleza, João Pessoa, Maceió, Natal e Salvador) terá acréscimo de 42 novos horários a partir das cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

A Azul também disponibilizou rotas extras. Segundo a empresa, as aeronaves estão com uma média de ocupação superior a 80%. As novas opções de horário durante o carnaval vão atender as cidades de Florianópolis, Navegantes, Curitiba, Porto Alegre, Rio de Janeiro (Galeão), Recife e Salvador. Os aeroportos também estão se preparando para o aumento no fluxo de passageiros durante a folia. A Infraero e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) prometem reforçar as suas equipes para melhor atender os consumidores. O órgão regulador garantiu ainda que tem monitorado os preços das passagens para que as empresas não cometam abusos.

Não se atrase!
O horário brasileiro de verão termina na madrugada de sábado para domingo. Por isso, quem tem viagem marcada deve redobrar a atenção. Quando for 0h de domingo, os relógios deverão ser atrasados em uma hora. A normalização impactará a malha aérea de alguns destinos, sobretudo os das cidades que não adotaram o horário de verão, porque, nelas, as chegadas e partidas dos voos serão postergados em uma hora em relação ao horário local em vigor. Em caso de dúvidas, a Infraero recomenda que passageiros procurem informações nas companhias aéreas e nos balcões de informações nos terminais.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade