publicidade

Planos de empresa para oferecer empregos estão no menor nível desde 2009

Frente a 41 países, o Brasil foi a nação onde esse indicador mais recuou comparado a igual período de 2013

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 17/02/2014 08:38 / atualizado em 17/02/2014 10:18

Victor Martins

A desaceleração da economia começa a bater no mercado de trabalho. Sustentada quase exclusivamente pelo setor de serviços, a geração de novos postos dá sinais de esgotamento. Dados da Manpower, consultoria em gestão e contratação de pessoas, revelam que 21% dos empregadores no país esperam ampliar o quadro de pessoal neste primeiro trimestre. A despeito de positivo, o dado é o menor desde 2009, quando a empresa começou a fazer a pesquisa. Frente a 41 países, o Brasil foi a nação onde esse indicador mais recuou comparado a igual período de 2013.

Leia mais notícias em Economia

No setor financeiro e imobiliário, a previsão de contratação é classificada pela Manpower como conservadora. A expectativa é de que 7% dos empregadores desses ramos gerem novos postos no primeiro trimestre, o menor percentual desde o quarto trimestre de 2009. O segmento bancário, por exemplo, ainda se ressente da queda dos spreads (diferença entre o que a instituição paga para captar recursos e o que ela cobra para emprestar) no ano passado.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui

publicidade

Tags:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade