publicidade

Eurogrupo diz que não negociará nova ajuda para a Grécia antes de agosto

"Se for respeitado o programa atual, serão pagas parcelas de ajuda (à Grécia) daqui até maio (...) Não haverá mais urgência em falar de um novo programa de ajuda à Grécia", disse Dijsselbloem

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 17/02/2014 16:30

France Presse

Uma eventual nova ajuda para a Grécia não será negociada antes do final de agosto, declarou nesta segunda-feira o presidente do Eurogrupo, o holandês Jeroen Dijsselbloem.

"Se for respeitado o programa atual, serão pagas parcelas de ajuda (à Grécia) daqui até maio (...) Não haverá mais urgência em falar de um novo programa de ajuda à Grécia, por isso, falaremos do futuro em agosto", disse Dijsselbloem, em sua chegada a uma reunião dos ministros das Finanças da zona do euro em Bruxelas.

O responsável lembrou que sempre disseram que esperarão a publicação, no final de abril, dos dados oficiais da Eurostat sobre o superávit primário da Grécia.

Leia mais notícias em Economia

"Se for necessário um novo plano de ajuda, nos levaria depois do verão (no hemisfério norte)", disse, antes de destacar que agora, trata-se de "reduzir" a dívida grega.

De como reduzir a dívida grega e quem o fará se falará "precisamente depois do verão", disse. O anúncio é um balde de água fria para Atenas que esperava uma rápida redução de sua dívida se registrasse superávit primário em 2013 como se comprometeram seus sócios europeus em 2013.

O primeiro-ministro grego, Antonis Samaras, disse domingo que a Grécia registrou um superávit primário (sem pagamento do serviço da dívida) de mais de 1,5 bilhão de euros em 2013, mais do que exigiam seus credores, embora os dados oficiais não serão conhecidos antes do final de abril.

No entanto, se tudo for bem, a Grécia deve receber novas parcelas da ajuda de seus credores pelo programa de ajuda atual, o que garantirá suas necessidades até o final do verão, segundo Dijsselbloem.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade