Economia
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

China diz que desvalorização repentina e incomum da moeda é 'normal' Autoridades comunistas mantêm um firme controle sobre o iuane

France Presse

Publicação: 26/02/2014 15:46 Atualização:

Xangai - A China disse nesta quarta-feira (26/2) que uma desvalorização repentina e incomum do valor de sua moeda, o iuane, estritamente controlado, é "normal", mas analistas acreditam que a queda pode ser provocada por fundos especulativos.

As autoridades comunistas mantêm um firme controle sobre o iuane, também chamado de renminbi (RMB), como um de suas principais ferramentas para controlar a economia, e devido a preocupações com fluxos financeiros imprevisíveis.

"As flutuações da taxa de câmbio dessa vez são flutuações normais se comparadas às flutuações das moedas nos mercados desenvolvidos e emergentes, por isso, não há necessidade de interpretar isso excessivamente", disse a Administração Estatal de Câmbio, que aconselha o banco central sobre políticas.

O iuane, no ano passado, se valorizou constantemente frente ao dólar no mercado de câmbio nacional, subindo mais de 3% em 2013, de acordo com o relatório de política monetária do banco central para o quarto trimestre.

Contudo, nos últimos 10 dias, a moeda reverteu seu curso caindo em cerca de um por cento, projetou o Australia and New Zealand Banking Group em uma nota nesta quarta-feira.

Leia mais notícias em Economia

"Com o aprofundamento da reforma do mecanismo de formação da taxa de câmbio do RMB e com o papel decisivo dos mercados, as flutuações nos dois sentidos nas taxas de câmbio do RMB se tornarão a norma", disse o comunicado do governo.

O Banco Popular da China permite agora que a moeda flutue diariamente em uma banda de um por cento de cada lado de um ponto médio definido pelos formadores de mercado.

Contudo, as expectativas de maior flexibilidade subiram depois de o banco central citar, no começo do mês, uma "expansão ordenada" da banda de negociação como um objetivo político.

Os analistas disseram que a recente desvalorização pode ter sido planejada pelo banco central para atingir os fundos especulativos que apostam na valorização contínua.

"O banco central queria pressionar alguns fundos de arbitragem apostando em uma desvalorização recente", disse à AFP Liu Dongliang, um analista do China Merchants Bank.

"A tendência de valorização em geral permanece inalterada, embora provavelmente veremos flutuações maiores nos dois sentidos".

Nesta quarta-feira o iuane fechou em 6,1248 em relação ao dólar, subindo de 6,1266 no dia anterior, de acordo com dados da Dow Jones Newswires.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas