publicidade

Taiwan quer ser rota global criando acessos facilitados à indústria

Projeto de R$ 3 bilhões vai integrar aeroporto a plantas industriais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 06/03/2014 08:35

Victor Martins - Enviado Especial

Elienai Reis da Silva Oliveira/CB/D.A Press

 

Taipei — O governo de Taiwan deu início a um plano para transformar o aeroporto da ilha no principal da Ásia. Com o aumento da concorrência internacional depois da crise de 2008, o país viu a necessidade de melhorar ainda mais a infraestrutura para ganhar eficiência e terreno nas disputas por contratos comerciais. Agora, tenta atrair investimentos para o projeto, que vai além de ampliar o aeroporto Taipei Songshan. A ideia é erguer, em torno do complexo aeroportuário, uma cidade que interligue áreas residenciais e produtivas, criando acessos facilitados à indústria e centros de tecnologia aos terminais de embarque e ao porto, que também estará conectado à estrutura.

A expectativa é atrair investimentos ao redor de R$ 3 bilhões. Quando estiver concluído, o empreendimento deverá gerar receita de R$ 1,3 bilhão ao ano. O projeto de Taipei tem ainda o objetivo de reduzir custos de logística para as empresas. De modo semelhante ao que ocorreu em Dubai, que hoje é um importante hub internacional, ele tentará também agregar o máximo possível de serviços para alongar a estadia de quem fizer escala na ilha. Segundo analistas, essa é uma estratégia comum em aeroportos com grande potencial de conexões, sobretudo de rotas internacionais. Brasília, com a Inframérica, e Belo Horizonte, com o Executivo local, têm projetos parecidos, mas que ainda não saíram do papel.

Leia mais notícias em Economia

Joel Shon, professor do Departamento de Gestão de Negócios Internacionais da Universidade de Tecnologia de Taiwan, argumenta que Taipei é um importante centro de transporte na Ásia Oriental, cujo espaço aéreo faz fronteira com os dois terminais de Fukuoka (Japão), Manila (Filipinas) , Hong Kong e Xangai (China). A cada ano, 40 milhões de passageiros de 50 companhias aéreas nacionais e internacionais passam pela área de controle de Taiwan. Da ilha, é possível seguir para 110 destinos.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Tags:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade