publicidade

Entidades dizem que situação do setor elétrico é delicada e merece cautela

Representantes de grandes consumidores de energia elétrica, distribuidoras e transmissoras manifestam preocupação em relação ao nível dos reservatórios das hidrelétricas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 07/03/2014 15:58 / atualizado em 07/03/2014 15:57

Agência Brasil

Representantes de grandes consumidores de energia elétrica, distribuidoras e transmissoras entregaram carta ao Ministério de Minas e Energia, na qual manifestam preocupação em relação ao nível dos reservatórios das hidrelétricas. Segundo o Fórum das Associações do Setor Elétrico (Fase), a situação atual do setor elétrico é delicada e merece cautela.

“Nesse cenário de escassez de recursos hidráulicos e de recursos térmicos com capacidade instalada limitada, em nossa opinião, a situação merece cautela. Qualquer proposição deve ser tecnicamente embasada para que se possa encontrar, em conjunto com os agentes, soluções para fazer frente ao atual quadro de dificuldades e, adicionalmente, preservar o fluxo de pagamento ao longo da cadeia entre produção e consumo, dando estabilidade ao setor”, diz a carta da entidade.

As associações representativas dos segmentos de geração, transmissão, comercialização, distribuição e consumo de energia também pediram para participar das reuniões do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), que se reúne mensalmente para avaliar o setor. Alegam que “o atendimento ao pleito estreitaria a interlocução com as associações e permitiria aos agentes participar de forma efetiva nas questões que envolvem o setor elétrico brasileiro”.

Leia mais notícias em Economia

Entre as entidades que assinam a carta estão a Associação Brasileira de Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres (Abrace), a Associação Brasileira das Empresas Geradoras de Energia Elétrica (Abrage), a Associação Brasileira de Geradoras Termelétricas (Abraget) e a Associação Brasileira dos Investidores em Autoprodução de Energia (Abiape).

Segundo dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), o nível dos reservatórios das regiões Sudeste e Centro-Oeste estava em 34,68% nessa quinta-feira (6/3). O sistema abrange cerca de 70% dos reservatórios do país. No final de janeiro, o nível estava em 40,3%.

Apesar da falta de chuva e do baixo nível dos reservatórios, o governo afirma que não haverá problema de abastecimento de energia no país. Recentemente, o CMSE informou que o sistema elétrico brasileiro está estruturalmente equilibrado, e que, “a não ser que ocorra uma série de vazões pior do que as já registradas, evento de baixíssima probabilidade, não são visualizadas dificuldades no suprimento de energia no país, em 2014”. O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, também já disse que não haverá problemas de abastecimento “em nenhuma circunstância”.

publicidade

publicidade