Economia
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Papa viajará para a Coreia do Sul entre os dias 14 e 18 de agosto A viagem terá como programação um encontro da juventude católica asiática e a beatificação dos "mártires da fé" coreanos do século XIX

France Presse

Publicação: 10/03/2014 10:52 Atualização:

Será a primeira viagem do pontífice na Ásia, e seu terceiro deslocamento ao exterior, após sua visita ao Brasil em julho (Andreas Solaro/AFP)
Será a primeira viagem do pontífice na Ásia, e seu terceiro deslocamento ao exterior, após sua visita ao Brasil em julho


Cidade Do Vaticano
- O Papa Francisco viajará para a Coreia do Sul entre os dias 14 e 18 de agosto, para um encontro da juventude católica asiática e a beatificação dos "mártires da fé" coreanos do século XIX, anunciou nesta segunda-feira seu porta-voz, padre Federico Lombardi.

Esta será a primeira viagem do pontífice na Ásia, e seu terceiro deslocamento ao exterior, após sua visita ao Brasil em julho e à Terra Santa no próximo mês de maio.

Francisco visitará a Coreia do Sul por ocasião da 6ª Jornada Asiática da Juventude, que acontece de 13 a 17 de agosto em Daejeon, a 150 km de Seul. Ele presidirá uma missão de beatificação de 124 mártires coreanos, mortos "pelo ódio à fé" entre 1791 e 1888.

Leia mais notícias em Mundo

Em um curto comunicado, a Santa Sé confirmou que o pontífice aceitou o "convite do presidente da República e dos bispos coreanos". Uma equipe foi ao país no final de fevereiro para inspecionar os diferentes locais, principalmente a praça Gwanghwamun em Seul, onde possivelmente acontecerá a beatificação.

Segundo o programa anunciado pela agência católica AsiaNews, o Papa também poderá celebrar no dia 18 de agosto uma missa dedicada à Coreia do Norte, a fim de pedir a reunificação da península. Esta atividade não foi confirmada pela Santa Sé.

A Coreia do Norte comunista lidera a lista de perseguição aos cristãos, segundo várias ONGs. Não há outras visitas programadas para esta viagem à Ásia. Francisco afirmou que deseja visitar o continente porque o seu predecessor Bento XVI não teve a oportunidade de viajar em seus oito anos de pontificado. A evangelização na Ásia é uma das prioridades desses dois Papas.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas