publicidade

Brasil vai terminar 2014 com número maior de vagas, diz ministro

Para Manoel Dias, o grande desafio, agora, é um salto na qualidade de trabalho

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 11/03/2014 11:01 / atualizado em 11/03/2014 11:23

Vera Batista

Monique Renne/CB/D.A Press
O ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, disse nesta terça-feira (11/3) que o mercado de trabalho do Brasil está em crescimento. "Enquanto o mundo inteiro está fechando vagas, nós vamos terminar 2014 com um número de vagas maior do que no ano passado", salientou.

Para Dias, o grande desafio, agora, é um salto na qualidade de trabalho. "A expectativa é que no sétimo mês haja o registro de um aumento real no salário. De acordo com o ministro, o número grande de feriados no primeiro semestre não vai prejudicar o setor. Sobre a rotatividade na mão de obra, Dias confirmou que isso realmente ocorre. "É uma coisa saudável, porque o emprego aumenta e a arrecadação também".

Leia mais notícias em Economia

O ministro informou ainda que até sexta-feira (14/3) a pasta deve anunciar a Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). A ferramenta acompanha o processo de admissão e demissão dos empregados, além de dar assistência aos desempregados.

Desvio de dinheiro

Dias comentou ainda sobre as acusações do PPS sobre o desvio de dinheiro. "É lamentável que um partido que se originou de um partido comunista se sirva agora dessa linha de auxiliar da direita. O que ocorreu no Rio Grande do Sul são questões pessoais. Não posso ter desviado dinheiro público", afirmou.

Sobre a permanência no ministério, Dias disse que isso é decisão da presidente Dilma Rousseff. "Sinto-me firme no cargo e o partido, o PDT, vai continuar a apoiar o governo.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade