Economia
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Atividade industrial brasileira tem ampla recuperação no início do ano Emprego da capacidade instalada das fábricas no país ficou em 82,7% em janeiro, ante 82,1% em dezembro

Sílvio Ribas

Publicação: 11/03/2014 18:45 Atualização:

A atividade industrial em janeiro registrou ampla recuperação sobre dezembro de 2013 em diferentes indicadores pesquisados e divulgados hoje pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O emprego da capacidade instalada das fábricas no país ficou em 82,7% em janeiro, ante 82,1% em dezembro. Foi o maior patamar em nove meses. Sem as influências sazonais, o faturamento real no mês, por sua vez, subiu 1,6% frente a dezembro, resultado melhor que o apurado no último mês de 2013, quando houve queda de 1,5% ante novembro.

As horas trabalhadas na produção aumentaram 1,4% em janeiro na comparação com o mês anterior, enquanto o emprego avançou 0,3%. "É o quinto avanço seguido do indicador de emprego, que havia subido com menos intensidade nos três meses anteriores", destaca o relatório. A massa salarial subiu 0,9% e o rendimento médio teve alta de 1,1%, a variação mensal mais intensa desde fevereiro de 2012. O rendimento médio dos trabalhadores ficou ainda 6,7% acima do registrado em janeiro do ano passado.

Leia mais notícias em Economia

A pesquisa Indicadores Industriais da CNI revelou ainda que, em relação a janeiro de 2013, o faturamento foi o único indicador que cresceu de forma disseminada nos 21 setores da indústria de transformação, com alta em 16 deles. Em 2013, a indústria cresceu 1,3% sobre 2012, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esse desempenho pífio foi um dos responsáveis pelo baixo crescimento registrado no Produto Interno Bruto (PIB) no ano passado, de 2,3%.

O gerente-executivo de Política Econômica da CNI, Flávio Castelo Branco, espera que os dados de fevereiro sejam ainda melhores, por ser "um mês cheio", sem interferência do carnaval, que caiu integralmente em março. Mesmo assim ele considerou prematuro afirmar que o comportamento da indústria até agora constitua uma tendência segura. "As oscilações da atividade industrial, sobretudo em 2013, recomendam otimismo contido", disse.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas