Economia
  • (8) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Consumidor terá que bancar parte do rombo de R$12 bilhões no setor elétrico Rombo do setor elétrico custará mais R$ 12 bilhões neste ano. Parte da fatura será bancada pelos consumidores, apesar da promessa da presidente Dilma de baratear as tarifas de energia. Para amenizar prejuízos políticos ao governo, o reajuste maior virá depois das eleições

Sílvio Ribas

Rosana Hessel

Publicação: 14/03/2014 06:00 Atualização:

Diante do risco de um colapso financeiro das distribuidoras de eletricidade e dos limites orçamentários, o governo decidiu apelar ao bolso do consumidor para cobrir o crescente rombo do setor elétrico, gerado pelo uso intensivo de termelétricas. Para isso, as contas de luz terão aumento neste e nos próximos anos, e impostos serão elevados a fim de bancar aportes extras do Tesouro. O pacote anunciado ontem soma R$ 12 bilhões, mas o montante pode alcançar R$ 26 ,6 bilhões.

O socorro às concessionárias se junta a outros R$ 9 bilhões já reservados no Orçamento para compensar desequilíbrios passados, e ocorre no momento em que, devido aos problemas fiscais, a nota de crédito do país está ameaçada de rebaixamento pelas agências internacionais, entre elas a Standard & Poor’s, cuja equipe se reuniu ontem com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, pouco antes de ele anunciar o pacote.

Leia mais notícias de Economia

“As medidas servem para equacionar a elevação temporária dos custos, dividindo o ônus com consumidores e o setor elétrico”, anunciou o ministro. Temendo agravar a desconfiança do mercado, ele fez questão de ressaltar duas vezes que o plano não implicará qualquer mudança nas regras contratuais firmadas com as companhias.

A solução encontrada para o imbróglio elétrico — ocasionado pelo pior regime de chuvas em décadas e pela resistência do governo a recomendar a redução do consumo — envolve três pontos. O primeiro é a previsão de uma transferência de mais R$ 4 bilhões às empresas de distribuição, diretamente afetadas pela disparada dos preços de curto prazo da energia. A injeção será feita, novamente, na Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), fundo setorial que serve para indenizar perdas do setor.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Esta matéria tem: (8) comentários

Autor: Aildson Duarte
Isso mesmo Valberto Cunha, enquanto teremos que pagar por irresponsabilidades do governo e o mesmo governo esta doando nosso dinheiro para Países comunistas, e tem mais se não tivesse gastado todo esse dinheiro na copa daria para cobrir esse rombo e ainda teria trôco. | Denuncie |

Autor: Aildson Duarte
Concordo com você Paulo Costa, as grandes obras e empresas deste País foram feitas pelo Militares, e que os governos que se diz democrático estão destruindo. | Denuncie |

Autor: Lucas Souza
... E quando é que, na história deste país o cidadão de bem não arcou com gastos públicos! Pára! | Denuncie |

Autor: Frederico Alves
Como nós consumidores pagaremos "apenas" parte do rombo? Parte vem de aumento das tarifas e parte do aumento de impostos. E quem paga imposto? Ou seja, vai cair totalmente na conta do consumidor. | Denuncie |

Autor: Valberto Cunha
O rombo de 12 bilhões não impediu que nossa querida presidenta doasse 1 bilhão e 300 milhões para a ditadura monarquista comunista dos irmãos Castro. Ave!!! | Denuncie |

Autor: Ruberlândio Oliveira
Isso é um absurdo, faço economia para não levar susto na minha conta e agora tenho que pagar por irresponsabilidade de que tem não saber administrar direito. | Denuncie |

Autor: Paulo Costa
Porque eles não aproveitaram o "tenebroso" anúncio p/ declarar q se não fossem os Projetos Estratégicos do Regime Militar (Itaipu, Tucuruí, Angra, Ilha Solteira, Jupiá, reestruturação de Furnas etc), q eles cansam de alcunhar de "megalomaníacos", estaríamos à luz de velas, com lamparinas, APAGADOS!!1 | Denuncie |

Autor: Paulo Costa
O "povão" não esclarecido, que recebe as "bolsas" e é privado de leitura ou do acompanhamento pela mídia, não percebe a "manobra", ou quiçá, mais uma falcatrua/farsa do Partido das Trevas. Porque somente em 2015 o povo irá "pagar a conta"? Respondo: em 2015 as urnas estarão fechadas. FORA PETRALHAS!! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas