publicidade

Camex prorroga alíquota zero para metanol e carros de combate a incêndio

O objetivo da Câmara de Comércio Exterior (Camex) é evitar o desabastecimento do insumo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 17/03/2014 20:09

Agência Brasil

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior decidiu prorrogar a alíquota zero do Imposto de Importação para o metanol e os carros de combate a incêndio em aeroportos. O imposto zerado para o metanol, composto usado na fabricação de produtos químicos, farmacêuticos e biodiesel, foi estendido até 2 de outubro – a data anterior era 4 de abril.

A prorrogação vale para a cota de 282,5 mil toneladas. No caso dos veículos de combate a incêndio, a desoneração, que valia até este mês, ficará vigente mais um ano, até 16 de março de 2015.

Leia mais notícias em Economia

O objetivo, em se tratando do metanol, é evitar o desabastecimento do insumo. Quanto aos veículos de combate a incêndio, o ministério explicou que o objetivo é dar continuidade ao processo de modernização e elevação dos padrões de segurança dos aeroportos brasileiros.

A resolução que permitiu a prorrogação da alíquota zero foi publicada nesta segunda-feira (17/3) no Diário Oficial da União. Por meio dela, a Camex também encerrou a desoneração concedida às chapas grossas de aço-carbono. A alíquota zero foi revogada porque a indústria brasileira já importou a cota permitida do produto.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade