publicidade

Dell lança Centro de Soluções no Brasil e oferece serviço de parceria em TI

Inauguração do centro de soluções é parte do investimento de US$ 1 bilhão proposto pela Dell

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 19/03/2014 16:45

Bárbara Nascimento

Buscando se consolidar no mercado como uma empresa que vai além da venda de PCs, a Dell lançou nesta quarta-feira (19/03) o Centro de Soluções no Brasil, na cidade de São Paulo. O objetivo é oferecer aos parceiros de negócios das empresas e aos clientes corporativos consultoria e a possibilidade de experimentar e desenvolver, em parceria com a empresa, soluções de Tecnologia da Informação (TI).

O centro é o 15º do mundo e o segundo na América Latina, depois do México. Com isso, a área de soluções já é responsável por um terço da receita da Dell. “Todos os nossos centros são interconectados, o que é um diferencial da Dell com relação a iniciativas parecidas de outras empresas”, explicou o vice-presidente da divisão de Soluções Corporativas da Dell para a América Latina, Raymundo Peixoto. O local tem capacidade para fazer até 5 mil atendimentos por ano. Só para o mês que vem, há mais de 300 agendamentos para reuniões com os especialistas da empresa.

Leia mais notícias em Economia

A inauguração do centro de soluções é parte do investimento de US$ 1 bilhão proposto pela Dell há três anos. O presidente da empresa no Brasil, Luís Gonçalves, no entanto, não revelou quanto foi investido para a implementação da unidade brasileira. “Posso dizer que foi muito”, brincou, durante a coletiva de imprensa da inauguração.

Focado apenas no público corporativo, o centro deve atender empresas de todos os portes. “Podemos auxiliar desde um sistema que atende milhares de agências bancárias até uma pequena franquia com quatro ou cinco lojas”, completou Peixoto. Além disso, ressaltou que as consultorias e auxílio na otimização de programas feitos no centro não serão cobrados. “É um serviço de pré venda”, disse.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade