publicidade

Presidente do Fed sugere alta das taxas para meados de 2015

Banco Central americano diz que poderá ser necessário elevar as taxas de juros por cerca de seis meses

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 19/03/2014 18:25

France Presse

Washington - A presidente do Federal Reserve (Fed, o Banco Central americano), Janet Yellen, declarou nesta quarta-feira que poderá ser necessário elevar as taxas de juros em "uns seis meses", depois que o organismo deixar de injetar liquidez na economia.

Em sua primeira entrevista coletiva após uma reunião do Comitê de Política Monetária do banco (FOMC, na sigla em inglês), Yellen disse que o programa de compra de bônus do Fed deve parar no segundo trimestre de 2015, se a instituição mantiver sua redução progressiva de compras.

Leia mais notícias em Economia

Questionada sobre por quanto tempo o Fed manterá suas taxas próximas de zero, Yellen respondeu: "a linguagem que utilizamos no comunicado se refere a um período considerável, ponto".

"É difícil quantificar (...) Talvez (um prazo) da ordem de seis meses", completou.

Yellen explicou que isso dependerá do estado do mercado de trabalho e da inflação.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade